Exposição

Bangalô

Gastronomia, oficina, artesanato e muita cultura popular fazem parte da programação

05 de novembro de 2018 - 10:24

Da Redação

Compartilhe

Em celebração ao Dia Nacional da Consciência Negra, o Espaço Criativo Bangalô tem a honra de homenagear nossas raízes africanas com uma deliciosa tarde cultural e gastronômica no dia 17 de novembro (sábado).

Música ao vivo, almoço, bebidas geladas, sobremesas; exposições, oficinas e muitos produtos criativos artesanais comporão a programação no Bangalô mais charmoso do Embaré.

E já que estamos falando de um sábado à tarde, o prato principal da casa será a feijoada.

E a programação começa com apresentação da Associação de Capoeira Nova Visão.

Em seguida, a cantora e compositora Hilda Maria apresentará um repertório especial inspirado em compositoras negras em duas etapas, entre elas, a bateria Guardiões da Vila, da GRES Vila Mathias, demonstra toda sua energia.

E para encerrar, uma canja da cantora Débora Tarquínio.

O almoço será preparado por Mônica Vasquez e Ana Gabrielle Gonzalez, mãe e filha, proprietárias do Na Praça Bar.

Elas farão a sua deliciosa feijoada, com costelinha, linguiça, carne seca, acompanhamentos e uma dose de Brasileirinha (Bebida feita com limão e cachaça). Para sobremesa, opções em brownies, cookies e sorvetes naturais serão opção.

A oficina de Bonecas Abayomi acontecerá às 17h, com Rosane Kerman. A boneca, símbolo da resistência negra, será confeccionada em tecido.

A oficina é gratuita para crianças a partir de 6 anos e adultos. As inscrições devem ser feitas pelo e-mail do Bangalô.

A entrada no evento é livre, porém, quem quiser degustar a feijoada – servida até 16h – vai precisar de um convite (limitados) no valor de R$39,00. A reservada deve ser feita via e-mail do Bangalô ou WhatsApp (13) 99709-9025.