Michel Temer

Oito inquéritos pela frente

26 de março de 2019 - 08:37

A despeito de sair da prisão, o ex-presidente Michel Temer tem oito inquéritos ainda sob investigação.

Três deles na Justiça Federal em São Paulo, um em Santos (SP), três em Brasília e outro na Justiça Eleitoral paulista.

Assim, em Santos, o inquérito refere-se a suspeita de contrato fictício, de R$ 375 mil, para prestação de serviço no porto de Santos com o Terminal Pérola.

Aliás, as denúncias de envolvimento do ex-presidente com o cais santista também é objeto de investigação na Justiça Federal do Distrito Federal.

Na ocasião,  Temer foi denunciado sob acusação de beneficiar empresas do setor portuário em troca de suposta propina, após aprovação da Lei dos Portos.

Compartilhe

Leia Mais +

Entrada de Santos

Festival de buracos

25 de março de 2019 - 18:33

A despeito de alguns trechos já estarem totalmente recapeados com manta asfáltica chama a atenção a quantidade de buracos nas obras da entrada de Santos.

Exemplo: na via ao lado do supermercado Assai, os motoristas precisam fazer malabarismos para fugir dos mesmos.

Isso, a despeito, do local ter sido recentemente pavimentado.

Até remendos na massa asfáltica estão virando rotina.

Sinal que a qualidade do asfalto deixa a desejar.

Além disso, a Avenida Nossa Senhora de Fátima é um verdadeiro teste para amortecedores.

Bem que a Prefeitura de Santos poderia agilizar uma operação tapa-buraco.

Afinal, isso minimizaria a caótica situação nas vias de acesso até que a obra esteja finalizada.

 

Compartilhe

Leia Mais +

Educação

Com problemas

25 de março de 2019 - 10:39

Inaugurada em janeiro passado, a escola municipal Luiz Gonzaga Alca de  Sant’Anna já enfrenta problemas.

Por exemplo: falta de merendeiras, que obriga o cancelamento de aulas no contra turno.

Não bastasse, a unidade – apesar de nova – não dispõe de ar condicionado.

Isso a despeito das promessas da Secretaria de Educação em dotar  de aparelhos em todas as unidades até 2020.

O assunto, aliás, já chamou a atenção da vereadora Audrey Kleys (PP), que tem na Educação sua bandeira na Câmara.

Durante sessão na última quinta (21), ela já levantou o problema e pediu explicações formais à pasta.

Audrey já foi secretária-adjunta e ocupou, ainda que interinamente, a secretaria durante o primeiro mandato do prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB).

 

Mais problemas II

O fim das atividades da Escola Especial Carmelita Proost Villaça, onde hoje estudam 60 alunos, passa por uma questão clara: verbas.

Afinal, no afã da inclusão – palavra da moda – não existem verbas federais para unidades que ainda atuam de forma isolada no trato com crianças especiais.

Ou seja, os recursos só são enviados quando há inclusão de menores portadores de necessidades especiais.

Professores que conhecem o Carmelita sabem o valor que a escola tem para milhares de jovens que por lá…

Compartilhe

Leia Mais +

Reformas

Coloca na conta

24 de março de 2019 - 20:27

Além das obras para execução do projeto Nova Ponta da Praia, a empresa responsável pelo projeto (Grupo Mendes) terá outras obrigações.

Elase vão além das obras de reformulação no bairro e construção do CAT – Centro de Atividades Turísticas e novo Mercado de Peixes, em um valor estimado de R$ 130 milhões.

Além da escola e ginásio em edificação no Jabaquara, o grupo vai executar as reformas da escola Carmelita Proost Villaça e uma unidade criativa no Morro da Nova Cintra.

Em troca, poderá ampliar a capacidade construtiva como outorga onerosa para a construção de 1.120 apartamentos na Ponta da Praia, em terreno de mais de 25 mil m2 que incluem as áreas do antigo Regatas Santista, além dos fundos do Vasco do Gama e Saldanha da Gama,

 

Compartilhe

Leia Mais +

Centro de Convenções

Quem vai pagar a conta?

23 de março de 2019 - 10:08

Enquanto a Prefeitura de Santos se prepara para receber um centro de convenções, que passará para a Municipalidade, com a eventual entrega do CAT – Centro de Atividades Turísticas na Ponta da Praia, a da Capital quer se livrar do Centro de Convenções do Anhembi.

O empreendimento paulistano tem preço mínimo estimado de  R$ 1,007 bilhão.

A Prefeitura abriu a abertura de licitação para a venda, em lote único, da totalidade de suas ações na São Paulo Turismo (SPTuris).

Esta é a atual proprietária da área do complexo Anhembi.

Na estimativa da prefeitura paulistana, a privatização renderá, além do lance mínimo, economia de mais R$ 2 bilhões aos cofres públicos em 15 anos.

O montante é gasto para conservar a estrutura do empreendimento.

Média de R$ 11 milhões por mês, que são dispendidos com este objetivo.

Portanto, a entrega das propostas foi marcada para 2 de abril.

Desta forma, a abertura dos envelopes para uma semana depois (9).

Por aqui, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa garante que a prefeitura vai propor uma PPP – Parceria Público Privada.

Assim, resta saber se existirão interessados.

Caso contrário, a ‘viúva’ vai ficar com o Poder Público municipal, assim como ocorre com o Museu Pelé, no Valongo, devolvido pela iniciativa privada em razão dos…

Compartilhe

Leia Mais +

Avenida Perimetral

EIV aprovado

22 de março de 2019 - 20:07

Enquanto a Prefeitura acredita não haver necessidade da realização do Estudo do Impacto de Vizinhança nas obras da entrada da Cidade, a Codesp – operadora estatal ligada à União – informa que a obra da avenida perimetral, no trecho canal 4 – Ponta da Praia, foi aprovada pela Comissão Municipal de Análise de Impacto de Vizinhança (Comaiv) da Prefeitura de Santos em 27 de fevereiro passado.

Compartilhe

Leia Mais +