Boqnews TV

Projeto Luann Vive

01 de novembro de 2017 - 16:55

Rom Santa Rosa

Compartilhe

Em outubro de 2015, o estudante Luann Oshiro, de 18 anos, foi vítima de latrocínio em um ponto de ônibus da Avenida Francisco Glicério, no Gonzaga. O motivo: tentativa de roubo do celular do estudante. Desde então, o pai de Luann, Paulo Oshiro, está à frente do Projeto Luann Vive, lutando pela conscientização sobre a receptação, promovendo a campanha Receptação é crime, focada em alertar aos jovens sobre o risco da compra de produtos de origem duvidosa.