Estado de Atenção

Ondas podem ultrapassar 2,5 metros na Baía de Santos

Os sensores da Praticagem de São Paulo registraram esse aumento da agitação marítima, com ondas de 1,4 metros no início da manhã

10 de agosto de 2018 - 12:43

Da Redação

Compartilhe

Apesar do tempo bom, mar tende a ficar agitado hoje e no final de semana. Foto: Janelas.tv/Divulgação

O mar está mais revolto nesta sexta (10) e deve permanecer assim no final de semana.

Conforme previsto pelos modelos numéricos do NPH-Unisanta, o mar começou a ficar agitado na manhã de hoje.

Os sensores da Praticagem de São Paulo registraram esse aumento da agitação marítima, com ondas de 1,4 metros no início da manhã.

A previsão é que a agitação aumente e durante a madrugada as ondas podem ultrapassar 2,5 metros na região da Baía de Santos.

Essa condição de mar agitado deve permanecer durante todo final de semana.

Além disso, o nível do mar previsto estará acima da tábua de marés. Segundo os resultados dos modelos, no sábado a maré poderá ultrapassar 1,9m por volta das 15h na região da Ponta da Praia e 2,0 metros na Ilha Barnabé, representando aumento de 40 cm em relação à tábua de marés.

De acordo com o Plano Municipal de Contingência para Ressacas e Inundações de Santos, o estado é de atenção devido à previsão de ondas do quadrante sul com altura significativa entre 2,0 e 3,0 metros e do nível do mar entre 1,8 e 2,0 metros.

Sem impactos nas estruturas, mas risco de alagamentos

Se a previsão se mantiver, não são esperados impactos significativos oriundos da agitação marítima nas estruturas urbanas devido à intensidade e direção preferencial das ondas.

Entretanto, a conjugação das ondas com a maré elevada poderá ocasionar alagamentos.

O NPH-Unisanta ressalta que estas informações são baseadas em previsões de modelos numéricos, podendo sofrer alterações ao longo do tempo.

Os pesquisadores do NPH-Unisanta e a Defesa Civil de Santos recomendam o acompanhamento das previsões oceanográficas e meteorológicas e das condições do mar nos próximos dias.

LEIA TAMBÉM: