Transporte coletivo

Viação Piracicabana pede R$ 3,25 para a tarifa

Empresa foi a única classificada para penúltima etapa da licitação e lançou como teto o valor de R$ 3,25 para tarifa

28 de abril de 2015 - 15:59

Fernando De Maria

Compartilhe

A Piracicabana foi a única empresa que permanece no páreo e solicitou o reajuste de 12% na tarifa, que, se for aceita pela Prefeitura, passará de R$ 2,90 para R$ 3,25.

A Piracicabana foi a única empresa que permanece no páreo e solicitou o reajuste de 12% na tarifa, que, se for aceita pela Prefeitura, passará de R$ 2,90 para R$ 3,25.

Após pouco mais de três anos sem reajuste, tudo indica que o valor da tarifa do transporte coletivo em Santos passará dos atuais R$ 2,90 para R$ 3,25 – reajuste de 12%. Pelo menos este é o valor que a Viação Piracicabana estipulou como teto na concorrência do serviço de transporte coletivo de passageiros em Santos.

Ao todo, além da Piracicabana, também concorreu a empresa Mobibrasil Transporte São Paulo, que foi desclassificada pelo não atendimento de um dos itens do edital que previa a composição, em separado, dos encargos sociais previstos na licitação. Além disso, a empresa havia solicitado a cobrança da tarifa em um valor maior, de R$ 3,30, teto máximo estipulado pela Companhia de Engenharia de Tráfego – CET, responsável pela licitação.

A segunda fase da licitação, com a abertura do envelope da habilitação da empresa, está marcada para o dia 7 de maio, mas como apenas a Viação Piracicabana, atual concessionária do serviço público, permanece na disputa, não deverão ocorrer surpresas e, portanto, o valor da tarifa do transporte coletivo deve passar realmente para R$ 3,25, exceto se o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) resolver determinar um valor menor.

Apesar de estar há tanto tempo sem reajuste, o novo valor ficará acima das tarifas de ônibus de outros municípios do interior, como em Ribeirão Preto, que custa R$ 3,00; e em São José do Rio Preto, R$ 2,84. Já Piracicaba conseguiu reduzir a tarifa de R$ 3 para R$ 2,95 em maio do ano passado. Por sua vez, São José dos Campos, por exemplo, têm uma tarifa bem maior, R$ 3,40.

LEIA TAMBÉM: