Brasileirão 2018

Brasileirão chega na reta final e jornalistas analisam temporada dos paulistas

Para jornalistas, Palmeiras se sobressaiu perante aos demais rivais do estado; Corinthians tem desempenho mais irregular entre os grandes

14 de novembro de 2018 - 15:04

Felipe Rey

Compartilhe

O Campeonato Brasileiro 2018 chega às decisivas rodadas e, com isso, o desespero para alguns clubes aumenta.

No entanto, há aquele que se mantem firme e caminhando a passos largos rumo ao decacampeonato brasileiro.

A Sociedade Esportiva Palmeiras mostrou-se mais equilibrada e concisa durante as 33 rodadas até o momento.

Com cinco pontos de vantagem em relação ao segundo colocado (Internacional), caminha para um novo título.

Em contrapartida, os arquirrivais do alviverde não mostraram tal regularidade durante à temporada que está para finalizar.

O Corinthians, por exemplo, demonstrou que a fragilidade do elenco expôs que, após as vendas de Balbuena, Maycon e Rodriguinho, a falta de recursos para suprir as perdas não se mostraram eficientes.

 

Endividamento

Neste caso, a briga contra o rebaixamento transformou-se em pesadelo para a torcida do Timão.

Para o jornalista esportivo Luiz Ademar, “o endividamento pelo Itaquerão é o que está corroendo o clube”.

O Santos, diferente do time do Parque São Jorge, demostrou que a falta de um meia articulador atrapalhou os planos do ex-técnico do clube Jair Ventura, demitido em julho deste ano (atualmente no comando do Corinthians).

Contudo, após as contratações de Carlos Sánchez, Derlis González e Bryan Ruiz, o time que figurava entre os últimos colocados do Brasileirão, transformou-se após a chegada de Cuca. Assim,  transita na parte de cima da tabela.

Por fim, o São Paulo viveu altos e baixos durante a trajetória no campeonato.

Após a chegada do técnico uruguaio Diego Aguirre, o Tricolor paulista assumiu, na 17° rodada, a liderança do torneio.

Além disso, se consagrou como o primeiro técnico estrangeiro a ganhar o primeiro turno do Brasileirão.

Entretanto, os altos e baixos vividos pelo São Paulo culminaram na demissão do uruguaio após o empate contra o Corinthians, no último sábado (10).

Antes do início da 34° rodada, nesta quarta (14), o clube figura na quinta posição do Brasileirão.

 

Cuca transforma maneira de Santos atuar e pode levar clube para disputar vaga na Libertadores 2019.   Foto: Divulgação

Análises do Brasileirão

Na visão do jornalista Luiz Ademar, apenas o Corinthians demonstra um futebol decepcionante.

Para ele, o Palmeiras confirmou o favoritismo e deve colocar a mão na taça até o jogo contra o América MG, na 36° rodada.

Ele ainda destaca os bons times que o Alviverde detêm no plantel – fazendo referência ao revezamento feito entre a Libertadores e o Brasileirão, e a Copa do Brasil.

Se para o líder do campeonato o elenco fez a diferença, para Ademar, no momento em que o São Paulo precisou recorrer ao grupo, as mudanças não surtiram o efeito esperado.

Além disso, segundo ele, o clube surpreendeu ao assumir a ponta da tabela no comando de Aguirre.

“É um treinador apenas regular e sem repertório tático, e por isso caiu”, reitera.

Em contrapartida a Ademar, o jornalista esportivo Lincoln Chaves afirma que o futebol demonstrado pelos clubes paulistas não encantou neste ano.

Segundo Chaves, a chegada de Felipão ao Palmeiras conseguiu revigorar o ânimo do elenco e trouxe de volta o futebol de Dudu e Deyverson.

Todavia, mesmo se tornando um time eficiente, ele classifica o plantel com falta de brilhantismo.

“Prova disso é que contra o Boca Juniors, a equipe foi insuficiente”, afirma.

O jornalista relata que os outros grandes paulistas são “irregulares e têm sofrido sempre que precisam recorrer aos elencos.”

 

Diego Aguirre não resistiu e foi demitido do São Paulo, após empate contra o Corinthians.  Foto: Divulgação

 

Mais investimentos

Porém, ele reitera que os elencos atuais dos times podem ser suficientes para o Paulistão.

No entanto, não aguentam uma temporada longa e com campeonatos paralelos.

O jornalista destaca, ainda, a afirmação da  demissão de Diego Aguirre não impactará o clube, tendo em vista que o auxiliar André Jardini conhece bem o elenco.

“Acredito que o São Paulo chegue à Libertadores, mas na fase preliminar. Não vejo o Tricolor, hoje, com o mesmo embalo e qualidade de Grêmio, Flamengo e Internacional.”

Na visão dele, o comandante estava fazendo um bom trabalho junto ao elenco são-paulino antes da demissão.

“Quando ele olhava para o banco e precisava recorrer a alguém ou tinha a molecada da base, ainda verde, ou jogadores de qualidade duvidosa”, completa.

 

Pensamento em 2019

O planejamento dos elencos para a temporada 2019 já iniciou para alguns times.

O Palmeiras, por exemplo, trará o camisa 10 do Bahia, Zé Rafael, e aumentará o poder de criação no meio campo.

Ainda acertou a contratação do atacante Arthur, 20 anos, do Ceará.

Outro que deve retornar ao clube é Raphael Veiga, destaque do Atlético PR na temporada.

Para Luiz Ademar, mesmo perdendo alguns jogadores nesta janela de transferência, o Palmeiras continuará forte para 2019.

No entanto, ele antecipa que os outros times não podem se dar a esse luxo.

 

Raphael Veiga deve retornar ao elenco palmeirense na próxima temporada.   Foto: Divulgação

 

O Santos e o Corinthians, na visão dele, precisarão ir de forma intensa ao mercado, caso queiram ser mais efetivos no próximo ano.

“O Santos tem um elenco regular. Vai perder Gabigol, pelo que está parecendo, e Rodrygo, que caiu muito de produção, pois sai no meio do ano”, complementa, dizendo que a situação vivida pelo Corinthians é a mesma do clube da Vila.

 

São Paulo e rivais

Ademar finaliza o ponto de vista indicando que o São Paulo está mais tranquilo em relação ao Peixe e ao Timão.

Portanto, segundo ele, o clube “tem bom time e precisa aproveitar mais a molecada da base. Precisa de reforços para tornar o elenco competitivo”.

Além de Ademar, Lincoln Chaves destaca alguns pontos necessários para o próximo ano.

O Corinthians e o São Paulo, na visão do jornalista, precisam ser mais efetivos no mercado.

No caso do Tricolor, a busca deve ser por um goleiro mais confiável, além de dois meias-campistas e um centroavante.

Para o Santos, Chaves destaca a contratação de um articulador para melhorar a eficiência das jogadas.

No Palmeiras, mesmo contando com Borja e Deyverson, Lincoln acredita que a procura por um centroavante é necessária.

 

Jogos da 34ª Rodada

 

Cruzeiro X Corinthians, às 21h45 (quarta).

Palmeiras x Fluminense, às 21h45 (quarta).

Flamengo x Santos, às 17h (quinta).

São Paulo x Grêmio, às 19h (quinta).

LEIA TAMBÉM: