Copa do Mundo

Fifa pede desculpas por incluir Crimeia em mapa da Rússia

No evento, que ocorreu no teatro Bolshoi, em Moscou, a entidade europeia exibiu um vídeo que mostrava a península da Crimeia como parte do território russo

31 de outubro de 2014 - 16:06

Folhapress

Compartilhe

A Fifa pediu desculpas nesta sexta-feira (31) por um incidente diplomático ocorrido na última terça (28), durante o lançamento da logomarca oficial da Copa do Mundo de 2018, que será realizada na Rússia.

No evento, que ocorreu no teatro Bolshoi, em Moscou, a entidade europeia exibiu um vídeo que mostrava a península da Crimeia como parte do território russo. Porém, a região ainda é disputada por Rússia e Ucrânia, que quer impedir a perda do território.

Isso porque, em março, a Rússia anexou a Crimeia ao seu território, dando início a uma insurgência separatista no leste da Ucrânia, região historicamente mais ligada à Moscou, que deixou cerca de 4.000 mortos e 800 mil refugiados.

De acordo com a Fifa, o vídeo foi produzido pelo Comitê Organizador do Mundial de 2018, que contratou uma agência de publicidade local para elaborar as imagens. O vídeo divulgado no canal oficial da Fifa no YouTube foi editado para que a imagem controversa fosse excluída.

Fifa e Uefa têm mediado as negociações entre as autoridades esportivas da Rússia e da Ucrânia em torno do futuro dos clubes da Crimeia. Em agosto, a Uefa decidiu que os jogos de clubes da península que foram aceitos no Campeonato Russo não serão reconhecidos oficialmente.

LEIA TAMBÉM: