Competição

Mundial de Ginástica Estética cria expectativas em atletas de Santos

O Campeonato Mundial de Ginástica Estética de Grupo será realizado em Santos entre os dias 22 e 25 de novembro, no Brasil FC

19 de agosto de 2018 - 15:00

Da Redação

Compartilhe

O Campeonato Mundial de Ginástica Estética de Grupo será realizado em Santos entre os dias 22 e 25 de novembro, no Brasil FC. Pela primeira vez, a equipe santista da modalidade (Brasil FC/Semes/Fupes) disputará a competição.

 As esportistas, que garantiram vaga para o Mundial no brasileiro disputado na semana passada em João Pessoa (PB), já vivem a expectativa de mostrar o seu talento internacionalmente.

Expectativa

“Espero que tenhamos uma boa colocação, que demonstremos que batalhamos muito para estar ali. Mesmo que a gente sinta dor”, diz Fernanda Zeferino Silva, do conjunto Dream Team (12-14 anos).

Companheira de Fernanda, Alícia Galvão Pinheiro, destaca o preparo psicológico que as garotas recebem. “Fazemos coaching. Não é apenas a técnica que faz uma grande atleta, mas também a cabeça. Trabalhamos bastante o lado emocional”.

Além do Dream Team, disputarão o Mundial na Cidade os conjuntos Girassol (8-10 anos), Glow Team (12-14 anos), Dream Team (14-16 anos) e Cuba Team (acima de 16 anos).

Local

O fato de o Mundial ser disputado em Santos pode favorecer a equipe da Cidade, que não precisará viajar, tendo oportunidade de manter a rotina de treinamentos, além do conhecimento prévio do ginásio onde será realizado o campeonato e a presença dos principais apoiadores: a família e os amigos.

“Pretendemos mostrar um bom trabalho no tapete. São quatro horas de treino de segunda a sexta. Vamos manter a rotina, mudando apenas a intensidade do treinamento. Queremos que elas saiam felizes e queiram participar de outras competições depois”, destaca o técnico.

Em janeiro, 21 novas ginastas passaram a fazer parte da equipe Brasil FC/Semes/Fupes, algumas selecionadas dos cursos oferecidos pelo Município no Complexo Esportivo Rebouças e no Complexo M. Nascimento.

“Nosso trabalho é feito desde a base, com o mesmo tipo de aquecimento e preparação física das atletas da equipe. Trabalhando dessa maneira, acredito que Santos terá equipes de ginástica disputando competições por um bom tempo”, completa Thiago.

LEIA TAMBÉM: