ETC
Tire sua dúvida

A máquina de corte a plasma serve para soldagem?

Os avanços tecnológicos no uso da solda provocaram algumas mudanças até 2008, quando surgiu a solda híbrida a laser.

08 de fevereiro de 2019 - 19:54

Da Assessoria

Compartilhe

A soldagem é um processo realizado com o objetivo de fundir duas peças de metal, utilizado em procedimentos de indústrias, artesanato, joalherias, entre outros.

Uma das vantagens da soldagem é que as duas partes passam a ser uma só, mesmo que as propriedades físicas e químicas de base dos materiais não se comprometam.

Existem vários tipos de solda que variam de acordo com a fonte de energia, e é interessante saber que uma das funcionalidades da máquina de corte a plasma é a capacidade de soldar materiais.

 

 

História da soldagem

Foi descoberta a partir do uso do arco elétrico em 1801.

Porém, só em 1877 a soldagem por resistência foi estudada, e em 1885 foi desenvolvida com a utilização de um eletrodo de grafite!

Décadas mais tarde o esse eletrodo foi substituído por um arame elétrico e se tornou o processo de solda conhecido até os dias de hoje.

Mesmo que a base do processo seja a mesma há muito tempo, as incorporações tecnológicas nunca pararam.

Por isso os avanços provocaram algumas mudanças até 2008, quando surgiu a solda híbrida a laser.

É interessante destacar que o corte a plasma surgiu bem depois da soldagem.

E mesmo assim a máquina de plasma para corte serve como máquina de solda plasma (ainda que a lógica temporal nos leve a pensar o contrário).

 

Anti-respingo de solda ajuda a eliminar os problemas, criando uma camada protetora.

Acessórios

Já que o processo pode causar respingo de solda, foi necessário desenvolver antirespingo de solda.

Esse produto cria uma camada protetora nas peças que serão soldadas e nos componentes da tocha plasma de solda, envolvendo os metais derretidos e impedindo que qualquer resíduo permaneça fixado nas peças.

Tal processo evita qualquer alteração na qualidade de finalização do processo de soldagem.

Existem três tipos de antirespingo, sendo eles:

● Antirrespingo para solda líquido – aplicado diretamente nas peças a serem soldadas, sem silicone e nem solventes clorados.

● Antirrespingo para solda em gel – esse tipo de antirrespingo garante vantagens como a otimização da soldagem, a limpeza das peças, aumenta a vida útil dos consumidores. É um produto não inflamável e atóxico!

● Antirrespingo para soldas robóticas: este deve ser aplicado diretamente nos consumíveis da tocha de solda para aumentar a eficácia do sistema e evitar paradas desnecessárias para manutenção e prolongará o prazo previsto de vida útil dos consumíveis.

 

Como adquirir esse equipamento?

Assim, para comprar uma máquina de corte plasma, ou qualquer outro acessório como  difusor de plasma, bocal plasma e líquido de arrefecimento, vale a pena pesquisar sobre o segmento até encontrar uma empresa fornecedora de confiança