ETC
Na Capital

De Seattle, exposição sobre o Nirvana chega a São Paulo

São mais de 200 peças do Nirvana entre instrumentos icônicos, fotos, vídeos, depoimentos, álbuns, objetos, cartazes, desde a origem do grupo às turnês

12 de setembro de 2017 - 15:58

Da Redação

Compartilhe

Esta é a primeira vez que a exposição sai de Seattle, nos Estados Unidos, podendo ser conferida agora pelo público paulista e paulistano. Foto: Divulgação

A exposição Nirvana: Taking Punk to the Masses, que já alcançou mais de 3 milhões de visitantes nos seis anos em que esteve em cartaz em Seattle, aterrissa no Brasil para compor o Samsung Rock Exhibition.

A série é inteiramente dedicada às exposições de rock e cultura pop, patrocinada pela empresa  em parceria do Ministério da Cultura e com realização do Instituto Dançar.

A inédita exposição traz ao País a história da maior banda de grunge e mapeia toda a cena musical independente da costa oeste americana.

Sucesso no Rio

Depois de uma bem-sucedida temporada no Rio de Janeiro, a mostra foi inaugurada nesta terça (12), em São Paulo, no Lounge da Bienal (Parque Ibirapuera), onde fica até 12 de dezembro.

Sob curadoria de Jacob McMurray, a exposição retrata parte da história da revolucionária banda, eternizada no Hall da Fama do Rock e também da cidade de Seattle, onde a banda ganhou o mundo e virou o epicentro cultural e musical da geração da década de 1990.

Essa é a primeira vez que a exposição sai do The Museum of Pop Culture de Seattle (MoPOP) para ganhar outras regiões.

Símbolos

São mais de 200 peças entre instrumentos icônicos, fotos, vídeos, depoimentos, álbuns, objetos pessoais, cartazes, desde a origem do grupo, em Aberdeen, às grandes turnês internacionais.

A exposição retrata uma das bandas mais importantes formadas até hoje, duas décadas após sua dissolução, incluindo a cidade de Seattle, de onde ganhou o mundo.

Símbolo da geração grunge, o grupo tem uma história que se confunde com o próprio movimento, porém conquistou merecido espaço na galeria dos grandes do rock.

Histórico

A ascensão do Nirvana se deu em 1989, com seu característico som agressivo do punk rock, energizado pelo metal e hard rock, quando lançou o primeiro disco intitulado Bleach.

Durante a turnê de lançamento, Chad Channing foi substituído por Dale Crover e, posteriormente, por Dan Peters.

O Nirvana encontrou então seu baterista definitivo, Dave Grohl, e a partir desde momento a banda cresceu meteoricamente.

O segundo álbum, intitulado Nevermind, saiu pelo selo DGC em 1991, recheado de riffs marcantes e com o grande clássico Smells Like Teen Spirit, se tornando um dos discos mais vendidos até os dias de hoje.

A banda teve uma extensa rotina de shows em sequência, muitas vezes em estádios lotados, inclusive no extinto Hollywood Rock Festival, no Rio de Janeiro, em 1993, tocando para mais de 35 mil pessoas.

Naquele ano, Nirvana voltou ao estúdio para gravar In Utero, outro álbum com composições como Serve the Servants.

Em 8 de abril de 1994, com a morte de Kurt Cobain, o Nirvana encerrou suas atividades, mas sua música permaneceu viva.

No final do mesmo ano, Dave e Krist lançaram o disco Unplugged in New York, com a histórica apresentação para a MTV e, dois anos depois, lançaram um especial ao vivo do grupo, The Muddy Banks of the Wishkah, com sucessos executados em shows pelo mundo.

Exposição acontece em São Paulo e permanece até 12  de dezembro. Foto: Divulgação

Serviço

Local: Pavilhão Ciccillo Matarazzo (Pavilhão da Bienal) – Parque Ibirapuera – Portão 03 – Av. Pedro Álvares Cabral s/n – São Paulo, SP. (11) 5576-7640.
Estacionamento: Parque Ibirapuera – Portão 3 (Zona Azul)
Período: de 12 de setembro a 12 de dezembro
Funcionamento da bilheteria: de terças a sextas-feiras das 9h30 às 18h. Sábados, domingos e feriados das 9h30 às 19h
Visitação: de terças a sextas-feiras sessões às: 10h, 11h, 12h, 13h, 14h, 15h, 16h, 17h e 18h. Sábados, domingos e feriados sessões às: 10h, 11h, 12h, 13h, 14h, 15h, 16h, 17h, 18h e 19h.
Duração da visita: 1h por sessão, respeitando o início das sessões citadas acima. Confira o horário no seu ingresso e chegue com antecedência à sua sessão. Espaço sujeito à lotação.
Classificação: 16 anos (permitida a entrada de menores acompanhados por responsáveis de autorização assinada)
Gratuidade: crianças até 10 anos acompanhadas de responsável não pagam.
Meia-entrada: adultos com 60 anos ou mais, estudantes, portadores de deficiência física, professores e profissionais da rede pública municipal de ensino e jovens pertencentes à família de baixa renda.
Ingressos: www.ingressorapido.com.br – (11) 4003-1212
R$ 25,00, de terça a sexta;
R$ 35,00, sábados, domingos e feriados.
Evento sem taxa de conveniência
Aceita: Dinheiro, cartões de crédito (Cartões: Visa, Mastercard, American Express, Diners, Elo, Hipercard, Paypal, Aura)

LEIA TAMBÉM: