Política

NOVO inova e abre processo seletivo para contratações de assessores no País

São vagas para atuação com parlamentares eleitos em cinco estados, além do Distrito Federal. Em Minas, governador eleito pertence ao partido NOVO

05 de dezembro de 2018 - 15:17

Da Redação

Compartilhe

Cerca de 20 parlamentares, entre vereadores, deputados federais, estaduais e distritais eleitos pelo NOVO, em 2016 e 2018, farão um processo seletivo aberto a todo país.

“A ideia é que haja uma seleção ampla, em escala nacional em busca de profissionais que estejam alinhados com a renovação do quadro político de 2019”, disse Tiago Mitraud, deputado federal eleito pelo partido nestas eleições.

As vagas são para postos como assessor(a) parlamentar, assessor(a) de comunicação e assistente administrativo(a), em pelo menos 5 cidades brasileiras.

Os requisitos básicos para preenchimento das vagas incluem os seguintes dados.

Vontade de atuar na área pública, habilidade para alcançar resultados trabalhando em equipe e ser “ficha limpa”.

 

O recrutamento ocorre a partir deste mês e é 100% de responsabilidade dos parlamentares eleitos.

Os selecionados começarão a trabalhar entre fevereiro e março de 2019.

Isso dependendo da Câmara (fevereiro) ou Assembleia (março) para onde forem contratados.

“Ter um gabinete técnico, sem indicações políticas, é uma das bandeiras do partido. Mas a iniciativa de fazer uma seleção de profissionais de todo Brasil veio dos próprios eleitos” conta Christian Lohbauer, ex-candidato a vice de João Amoêdo.

Assim, seguindo a linha do governador de Minas Gerais eleito pela legenda, Romeu Zema, os eleitos para o legislativo apostam na escolha de assessores técnicos para compor suas equipes para os próximos quatro anos.

Portanto, em 2018, o NOVO elegeu 8 deputados federais, 11 estaduais e uma distrital. Em 2016 foram eleitos 4 vereadores.

 

Serviço

Link para ter acesso às vagas neste link

LEIA TAMBÉM: