Fique atento

Dicas para se preparar aos processos seletivos de estágio e trainees

Entre as dicas, é importante que o entrevistado seja objetivo e não tente somar palavras para ocupar o tempo de fala. Além disso, é preciso falar a verdade.

13 de agosto de 2018 - 22:49

Da Redação

Compartilhe

Grandes empresas como Itaú, Cremer, Votorantim Cimentos, Santander, Citi, entre outras, estão com seus programas de estágio e/ou trainee abertos.

Em geral, o processo seletivo para conquistar essas vagas é repleto de etapas classificatórias em que se destacam os candidatos mais preparados.

Tudo começa pela montagem do currículo que deve conter informações chave para passar pela peneira dos recrutadores.

Realizar uma entrevista de emprego não é tarefa fácil.

O nervosismo é um fator que costuma atrapalhar o desempenho do entrevistado, fazendo com que ele se esqueça de informações essenciais ou se enrole para falar.

Dessa maneira, é preciso se preparar com antecedência.

Também é necessário saber como se portar, como se dirigir ao entrevistador e, principalmente, é importante conseguir “vender seu peixe” sem parecer forçado.

Assim, a Fundação Estudar, por meio do Na Prática, selecionou algumas dicas para auxiliar nesse processo.

Confira e boa sorte.

Esteja preparado

O entrevistado deve se preparar para falar a seu respeito e abordar os principais pontos de sua trajetória em todas as etapas.

Mais do que isso, é necessário estar ciente de que em um processo seletivo de grande porte, se concentrar e ser corretamente direcionado em cada uma das fases pode ser a diferença entre conquistar aquele cargo ou não.

Para isso, existem diversos cursos que ajudam a se preparar para esse momento.

Algumas dicas ajudam a potencializar a chance do candidato à conquista da vaga

Seja objetivo e verdadeiro

O entrevistado deve ser objetivo e não tentar somar palavras para ocupar o tempo de fala.

Além disso, é preciso falar a verdade.

É importante evitar frases prontas e clichês ao falar sobre experiências, objetivos de carreira e pontos fortes e fracos.

Por isso, fazer uma pesquisa antes e pensar em situações anteriores é importante para não precisar inventar na hora.

Situações pessoais não devem ser tratadas com profundidade, e sim como passagem para falar sobre aprendizado e habilidades.

 

Pesquise sobre a empresa

Para um melhor desempenho na entrevista é preciso pesquisar sobre a empresa.

O entrevistador pode realizar perguntas a respeito da sua opinião sobre aspectos da empresa e nesse momento o desempenho pode ser a diferença entre um “não” e um “sim”.

É válido levantar dados, conversar com profissionais da área e fazer um pequeno resumo para lembrar as principais informações durante o processo seletivo.

No entanto, não realize observações sobre a área se não for questionado.

Querer mostrar que sabe e jogar diversos dados aleatoriamente ao entrevistado podem ser malvistos e cansativos.

 

Autoconhecimento e emoções

Para aceitar uma entrevista de emprego é preciso saber o que quer.

Nesses momentos, conheça as características da empresa e se ela combina com você e seus ideais de carreira.

Não aceite entrevistas pelo peso do nome de uma empresa sem antes compará-la com seus objetivos e características pessoais.

Mais do que isso, é preciso se controlar emocionalmente.

Não se deve realizar uma entrevista sem estar pronto para ela no processo seletivo.

Mesmo preparado, deve-se ter em mente que um “não” pode ser dito.

No entanto, ser persistente é importante, assim como procurar desenvolvimento pessoal para a realização de outras entrevistas.

Toda experiência serve de aprendizado.

LEIA TAMBÉM: