Nacional

Santos lidera ranking das 100 maiores e melhores cidades do país

Levantamento, que colocou o município no topo da lista, foi baseado em dados do IBGE, da Atlas Brasil e do IDEB

17 de outubro de 2014 - 10:28

Da Redação

Compartilhe

Santos aparece em primeiro lugar no índice das Melhores e Maiores Cidades Brasileiras, o BCI100, que avalia um conjunto de 77 atributos das 100 grandes cidades do país, distribuídos em dez dimensões. O ranking foi produzido pelo escritório corporativo britânico Delta Economics & Finance para a publicação América Economia Brasil. O levantamento, que colocou o município no topo da lista foi baseado em dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), da Atlas Brasil (Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil) e do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

Santos alcançou o maior percentual de pontos possíveis no levantamento, seguida por Belo Horizonte (MG) e Jundiaí (SP) nas três primeiras colocações. Dona da sexta maior renda per capita nacional, a cidade ainda foi campeã na dimensão Educação (Florianópolis (SC), em 2º e Maringá (PR), em 3º), e ficou em segundo lugar em Saúde (Vitória (ES) foi a 1ª e Niterói (RJ) a 3ª).

Nos últimos anos, o trabalho do município nas áreas da Educação e da Saúde foi reconhecido nacionalmente. Na Educação, o projeto Biometria – presença em tempo real, das secretarias de Educação e Gestão, ficou entre os quatro melhores trabalhos entre 125 no total, na categoria e-Administração Pública, do 13º Prêmio E-gov (Excelência em Governo Eletrônico), iniciativa da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Abep), este ano.

Já na Saúde, Santos conquistou ano passado o 4º Prêmio David Capistrano, que premia as 10 melhores iniciativas de êxito das prefeituras em diversas áreas da saúde pública. A conquista do município foi na categoria mais importante e concorrendo com mais de 396 trabalhos científicos.

“Santos alcançou a maior parte dos pontos analisados nas 10 dimensões avaliadas. Em algumas delas, o município obteve uma excelência que o elevou a esta primeira colocação. Como são dados públicos, sem espaço para análises subjetivas, não há muito o que debater sobre esses números”, avalia Cláudia Regina Belucio Araujo, uma das fundadoras da Delta Economics & Finance.

Além de Educação e Saúde, o ranking avaliou as dimensões de Finanças, Governança, Bem-estar, Econômica e Segurança, qualidade de Domicílios, Digital e Geral. “O objetivo fundamental do BCI100 é consolidar diversos atributos (variáveis) da cidade em um índice que permita mensurar as diversas dimensões do processo de desenvolvimento socioeconômico da cidade e, claro, de seus habitantes. A teoria e a experiência acumuladas permitem a construção de um arcabouço para a análise desse problema no contexto da moderna teoria econômica e do estágio atual da economia e da política global”, explica Cláudia Araujo.


Ranking

1º Santos (SP)
2º Belo Horizonte (MG)
3º Jundiaí (SP)
4º Blumenau (SC)
5º Campinas (SP)
6º São Bernando do Campo (SP)
7º Mogi das Cruzes (SP)
8º Mauá (SP)
9º Curitiba (PR)
10º Santo André (SP)
11º Florianópolis (SC)
12º Bauru (SP)
13º Natal (RN)
14º Rio de Janeiro (RJ)
15º Diadema (SP)
16º São Paulo
17º Vitória (ES)
18º Caxias do Sul (RS)
19º Uberlândia (MG)
20º Porto Alegre (RS)


Saúde

1º Vitória (ES)
2º Santos (SP)
3º Niterói (RJ)
4º Porto Alegre (RS)
5º Florianópolis (SC)


Educação

1º Santos (SP)
2º Florianópolis (SC)
3º Maringá (PR)
4º Jundiaí (SP)
5º São José dos Campos (SP)


Renda per capita

1º Niterói (RJ) R$ 2.000,29
2º Vitória (ES) R$ 1.886,58
3º Florianópolis (SC) R$ 1.798,12
4º Porto Alegre (RS) R$ 1.758,27
5º Brasília (DF) R$ 1.715,11
6º Santos (SP) R$ 1.693,65

Metodologia
A metodologia desenvolvida pela Delta para a elaboração do Índice das 100 Maiores e Melhores Cidades do Brasil – BCI100 adota uma visão conjugada com procedimentos que asseguram resultados seguros, replicáveis e rigorosos (econômica e estatisticamente). Essa visão é similar àquela encontrada em estudos dessa natureza, não apenas no Brasil como – principalmente – em outras jurisdições.

As 100 cidades que fazem parte do BCI100 foram selecionadas com base no ordenamento das cidades de acordo com a população residente, levando-se em conta os dados do Censo 2010.

Nesse ordenamento, foram considerados todos os 5.564 municípios brasileiros para os quais existem informações socioeconômicas disponíveis, de fontes oficiais. Os 100 maiores, base deste estudo, têm mais de 200 mil habitantes (o maior é São Paulo, com 11.253.503 de habitantes, e o menor é Juazeiro do Norte (CE), com 249.939 habitantes).

Cada uma das cidades analisadas foi caracterizada em função de um conjunto de 33 variáveis socioeconômicas e políticas. Na elaboração do BCI100 foram consideradas dez dimensões (geral, governança, bem-estar, econômico, financeiro, domicílio, saúde, educação, segurança e digital), que analisam um total de 77 atributos (variáveis).

LEIA TAMBÉM: