Turismo

Domingo tem festa para homenagear os bondes de Santos

Para comemorar os 18 anos da retomada dos bondes de Santos, uma ampla programação cultural e turística está programada para o domingo (23).

21 de setembro de 2018 - 20:52

Da Redação

Compartilhe

Diversas atividades estão programadas para comemorar a retomada do bonde histórico de Santos, que completa 18 anos. Foto: Francisco Arrais/PMS Divulgação

 

A Linha Turística do Bonde completa 18 anos neste domingo (23), com muita festa e atrações para todas as idades a partir das 10h30 no Largo Marquês de Monte Alegre (Valongo).

A data, que coincide com o Dia Municipal do Bonde, instituído em 2008, marca a abertura ao público, pela primeira vez, da garagem do bonde, instalada no Armazém 12-A.

Para marcar a data, todos os bondes circularão com desconto de 50% sobre a tarifa – o passeio pelo Centro Histórico, das 11h às 17h, custará R$ 3,50.

A visitação à garagem, gratuita, contará com monitoria de guia de turismo e ocorrerá das 11h30 às 16h30, com saída dos grupos a cada 60 minutos.

O roteiro terá cerca de 40 minutos de duração e envolve apresentação de linha de montagem, com peças e equipamentos utilizados nos elétricos; bondes japonês, português e o veículo que operou na Estrada de Ferro Elétrica Votorantim, todos em restauração.

Há ainda exposição fotográfica enfocando o modal, produzida pela Fundação Arquivo e Memória de Santos (Fams).

 

Bonde Arte e Música

Foi aberto um terceiro horário para o passeio no Bonde Arte (foto abaixo), com bate-papo com apaixonados pelos elétricos, tendo em vista a grande procura antecipada por ingressos.

Há ainda bilhetes para os dois primeiros roteiros, que podem ser adquiridos na recepção do Museu Pelé (Largo Marquês de Monte Alegre, 1).

O empresário Miguel Escandon, que às 15h30 falará sobre o tema Um bonde chamado saudade, vai reprisar o bate-papo no passeio extra, com início uma hora depois.

Para as 16h30, os ingressos serão vendidos apenas no domingo.

O primeiro passeio do Bonde Arte será às 14h30, com a presença de Lygia Lolo Silva de Carvalho, autora de Aquele tempo passou – fragmentos de memória, Santos nas décadas de 40 e 50.

Já a parte musical da festa dos 18 anos do bonde será aberta às 12h pelo Clube do Choro.

Na sequência, apresentação da Associação Japonesa; Jazz Walkers Street Band, com repertório inspirado em New Orlens (EUA);

E ainda: Oscar Guzella & Orquestra, com músicas típicas italianas, e Rancho Folclórico Verde Gaio, em homenagem a Portugal.

 

Praça de Alimentação

Às 11h, será aberta a Praça de Alimentação, especialmente montada pelo Santuário do Valongo para as comemorações dos 18 anos do bonde.

As barraquinhas oferecerão cardápio típico dos países que contribuíram para a formação do Museu Vivo Internacional dos Bondes.

A unidade do Japão terá sushi, tempurá e yakisoba; a da Itália, pizza; EUA, cheesburguer e batata chips; Portugal, doces típicos, e a do Brasil, salgadinhos, refrigerantes, sucos e água.

Além disso, o Estação Bistrô Restaurante-Escola abrirá excepcionalmente no domingo.

No cardápio especial, duas opções: o tradicional espeto à gaúcha (R$ 30,00) e a Meca Santista (R$ 45,00), o prato turístico de Santos – haverá ainda opções vegetariana (rondelli de palmito, R$ 38,00) e kids (R$ 26,00).

Como sobremesa, brownie de doce de leite com sorvete de paçoca (R$ 10,00) e mousse de café com picolé de banana (R$ 16,00).

 

Os bondes se tornaram um dos principais símbolos turísticos de Santos. Sua retomada ocorreu há 18 anos. Foto: Francisco Arrais/PMS-Divulgação

Programação – manhã

10h30 – Benção dos bondes

10h30 – Abertura da exposição fotográfica Linha Turística do Bonde – 18 anos, produzida pela Secretaria de Turismo de Santos (alpendre da Estação do Valongo)

11h – Abertura da Praça de Alimentação, no Santuário de Santo Antônio do Valongo.

O público poderá contemplar especialidades das culinárias americana, brasileira, italiana, japonesa e portuguesa

11h às 17h – Passeios na Linha Turística do Bonde, com saídas a cada meia hora; tarifa especial a R$ 3,50

11h30 às 15h – Almoço Nacionalidades, no Estação Bistrô Restaurante-Escola

11h30 às 16h30 – Visita à Garagem dos Bondes, instalada no Armazém 12-A –

Saída a cada hora para roteiro de 40 minutos, que envolve apresentação de linha de montagem, com peças e equipamentos utilizados nos elétricos.

E ainda: bondes japonês, português e o veículo que operou na Estrada de Ferro Elétrica Votorantim.

Todos estão em processo de restauro.

Haverá também exposição fotográfica enfocando o modal, produzida pela Fundação Arquivo e Memória de Santos (Fams)

 

Programação – tarde

12h – Clube do Choro (apresentação com repertório brasileiro)

12h30 às 16h30 – Maquiagem infantil e escultura em balões (térreo da Estação do Valongo)

13h – Associação Japonesa (apresentação típica)

14h – Jazz Walkers Street Band (apresentação com repertório norte-americano)

14h30 – Bonde Arte, com bate-papo sobre o bonde, a cargo da escritora Lygia Lolo Silva de Carvalho, autora do livro Aquele tempo passou – Fragmentos de Memória, Santos nas décadas de 40 e 50; venda antecipada de bilhetes, a R$ 3,50, no Museu Pelé

15h – Oscar Guzella & Orquestra (apresentação com repertório italiano)

15h30 – Bonde Arte, com bate-papo sobre o bonde, com o empresário Miguel Escandon.

Ele falará sobre o tema Um bonde chamado saudade; venda antecipada de bilhetes, a R$ 3,50, no Museu Pelé

16h – Rancho Folclórico Verde Gaio (apresentação portuguesa)

16h30 – Passeio extra no Bonde Arte, com bate-papo sobre o bonde, com o empresário Miguel Escandon.

Ele falará sobre o tema Um bonde chamado saudade; venda de bilhetes, a R$ 3,50, no domingo, no Museu Pelé

17h – Encerramento

LEIA TAMBÉM: