Saúde

5 opções de atividades físicas para idosos

Atividades físicas indicadas para idosos: Caminhadas, atividades na água, alongamento, dança e musculação. Conheça os benefícios.

20 de janeiro de 2019 - 18:00

Da Redação

Compartilhe

Práticas de pouco impacto são as mais indicadas para quem está acima dos 60 anos.

Caminhadas, atividades na água, alongamento, dança e musculação são atividades que desenvolvem flexibilidade, equilíbrio e força muscular, e que são de fácil realização para não causar lesões.

Aos interessados em vencer o sedentarismo, o importante é saber que nunca é tarde para iniciar os exercícios de forma regular.

Manter-se ativo na terceira idade diminui o risco de depressão, doenças do coração, osteoporose, diabetes e alguns tipos de câncer.

Se exercitar também é uma oportunidade de ampliar os vínculos sociais e fazer amizades.

Conheça os benefícios das atividades mais recomendadas para idosos e dicas para começar a praticar:

Caminhadas

Com caminhadas diárias, o idoso previne ataques e problemas do coração, controla a pressão arterial e reduz os níveis de colesterol.

Além de tonificar os músculos e fortalecer os ossos, a caminhada diária aumenta a energia e controla o peso.

Também melhora o sono e o bem-estar físico e mental.

 

Atividades na água

As atividades aquáticas, como natação e hidroginástica, permitem a realização de movimentos sem impactar articulações e tendões.

Além dos efeitos musculares, as atividades na água são benéficas para o sistema respiratório e cardiovascular.

Pois ajudam na recuperação de enfermidades.

Também ajudam a aliviar o estresse e dão maior disposição para enfrentar as atividades do dia a dia.

Alongamento

Estudo publicado na Revista Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo, mostra que exercícios de alongamento, por serem de fácil aplicação e aprendizagem, tornam-se uma opção simples e eficaz na melhora da capacidade funcional e qualidade de vida de idosos.

Ajudam a melhorar a flexibilidade, com benefícios na funcionalidade, equilíbrio e controle de dores de origem muscular.

Os alongamentos são recomendados principalmente para idosos com pouca mobilidade, que tenham limitações para realização de atividade mais vigorosas.

 

Dança

A dança ajuda a manter o condicionamento aeróbico, a força muscular e a flexibilidade, e melhora especialmente o equilíbrio corporal e a coordenação motora.

Também permite ao participante alcançar estados emocionais positivos.

Para prevenir lesões é necessário primeiro lubrificar as articulações e ao final é importante fazer alongamento e relaxamento.

Musculação

A musculação (ou exercícios resistidos) tem sido muito estudada, com boa segurança tanto articular como cardiovascular.

São os exercícios com maior potencial de aumentar a força muscular e a massa óssea.

 

Dicas para iniciantes

Para que a prática de atividade física impacte de forma positiva na qualidade de vida do idoso é essencial o acompanhamento de um médico ou profissional da área.

Portanto, antes de iniciar o treinamento, os praticantes devem ser avaliados e receber orientações individualizadas quanto ao tipo, intensidade, frequência e duração dos exercícios.

A melhor atividade física é aquela que atende às necessidades e às condições de saúde de cada pessoa.

Portanto, faça com acompanhamento especializado, com profissionais como educadores físicos ou fisioterapeutas.

Assim, evitam-se desconfortos, dores e lesões.

 

Créditos: Portal Saúde Brasil

LEIA TAMBÉM: