Vida saudável

Exercícios podem ser aliados à saúde física e mental

Atestado médico e conversa detalhada auxiliam o educador físico a recomendar os melhores exercícios

29 de maio de 2016 - 08:46

Cris Challoub

Compartilhe

Atividades físicas no inverno

Ao escolher um estilo de vida saudável, o corpo e a mente precisam estar conectados. Não necessariamente o slogan vida saudável está ligado a limitações gastronômicas ou excesso de atividade física, mas a uma forma de manter um equilíbrio acerca daquilo que nos faz sentir bem ou mal. Exercícios físicos, no caso, são aliados à saúde corporal tão quanto a mental, pois durante os movimentos são liberadas substâncias responsáveis pela sensação de bem-estar trazendo inúmeros benefícios.

Entretanto, antes de dar início a qualquer atividade, é fundamental consultar-se com um médico e conversar com o profissional de Educação Física. De acordo com o personal trainer Bruno Roque, é necessário a realização de exames clínicos e um atestado médico afirmando que a pessoa está apta a praticar atividade física. “Muita gente não sabe que tem um problema de saúde, por isso é bom averiguar antes. Se ela for à academia sem o atestado, o profissional não saberá e poderá passar algum exercício inadequado”, salienta. quadro atividade física personal trainer Bruno Roque

“Durante a conversa com o personal a pessoa tem que levar em consideração se já sofreu alguma lesão articular ou muscular. Se ela sente alguma dor, por exemplo, deve falar ao professor, pois podemos passar algum exercício que ao invés de melhorar, piore o problema”.

Roque esclarece que de acordo com o atestado médico é escolhida a atividade ideal para a pessoa, pois não existe exercício físico que possa fazer mal à saúde, mas sim que não deva ser praticado conforme o histórico de saúde do aluno.

Escolha correta
Dependendo da idade e condição física, o personal trainer aconselha que sejam evitados exercícios intensos, principalmente em relação aos idosos sedentários. “Às vezes, a pessoa já tem diversos problemas de saúde e o médico recomenda dar início a alguma atividade. Deve-se tomar cuidado. Mas quem sempre praticou exercícios, com uma boa saúde, dá para trabalhar com mais intensidade”, ressalta.

No caso de crianças, Roque diz que o cuidado dentro de uma academia também deve ser com a intensidade do treino e a quantidade da carga.

“Ela pode fazer musculação, porém não devemos esquecer que a criança ainda está em um processo de desenvolvimento estrutural, então o cuidado precisa ser redobrado”, explica.

Para os mais jovens, esportes em grupo, como futebol, vôlei e basquete são mais indicados já que além de se exercitar o adolescente estará se divertindo e fazendo novas amizades.

LEIA TAMBÉM: