Saúde

Efeito sanfona nas dietas pode ser evitado

Preservar a massa muscular é um dos pontos primordiais para que a dieta apresente bons resultados

13 de julho de 2017 - 09:02

Da Redação

Compartilhe

Obesidade, sobrepeso e a luta incansável das pessoas em perderem peso e melhorarem a qualidade de vida. Segundo o relatório conjunto da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e a Organização Pan-americana de Saúde (Opras), mais da metade da população brasileira está com sobrepeso e a obesidade atinge 20% das pessoas adultas no País.

Na busca pelo emagrecimento, muitos recorrerem a métodos contraindicados, como dietas sem prescrição médica, jejuns, medicamentos que podem acarretar em riscos à saúde, entre outros. Outro fator que acomete grande parte das pessoas que passam por dietas é o efeito sanfona.

Em Santos e São Paulo, os influenciadores digitais conhecidos do público adolescente e adulto sofriam com o famoso “perde e ganha” e resolveram mudar este cenário. A atriz e blogueira Julia Faria, Niina Secrets, Juliana Góes, Fabiana Justus, Karol Pinheiro e o blogueiro Lu Sicchierolli são adeptos do Metabolic Seven, criado pelo médico Thiago Ferreira Lima, fundador das clinicas Seven.

Thiago explica que um dos pontos chaves para que uma dieta não tenha bons resultados é não preservar a massa muscular. “Após perder músculos, seu corpo não gasta mais as mesmas calorias por dia. O gasto energético é menor. Na esperança de manter o peso, faz-se uma matemática equivocada da quantidade de calorias que irá consumir, e em consequência, o paciente volta a engordar”, afirma.

Para o emagrecimento, os influenciadores digitais passaram por três etapas: emagrecimento; definição muscular e manutenção.

O médico explica que na primeira fase, que dura em média sete semanas, é feita a preservação do máximo de massa muscular através do uso de aminoácidos saudáveis. “O próprio organismo contém estes aminoácidos. Alguns deles precisam vir da alimentação ou suplementação”, cita.

Já na segunda fase, o médico conta que a definição muscular ajuda a evitar o efeito sanfona. Esta fase dura cerca de três meses. “A musculação deve ser feita sempre com a orientação de um profissional da área de educação física. Também é necessário uma maior quantidade de alimentos e suplementos e ter uma boa noite de sono para que o processo de regeneração e o aumento da fibra muscular aconteçam com sucesso”, completa.

Na terceira-fase, da manutenção, o profissional explica que o paciente já está consciente da sua alimentação, metabolismo e atividades físicas. “Não existe um tempo certo para esta fase. Tudo depende de quem estiver fazendo a dieta”, finaliza.

Receita gostosa e leve para o final de semana

Nos dias de folga e com as temperaturas mais baixas devido ao inverno, é comum que as pessoas deixem a dieta de lado e abusem dos alimentos ricos em calorias, considerados os grandes vilões da luta contra o peso.

Nas redes sociais, pratos variados são postados pelos usuários e enchem os olhos do público. Na contramão dos alimentos considerados fit, a #pornfood, uma das mais utilizadas mundialmente, mexe com a imaginação e paladar com alimentos esteticamente bonitos, mas sem o aporte de nutrientes necessários para uma dieta equilibrada.

Para comer sem culpa nos sábados e domingos frios, uma dica de receita prática, leve e quentinha e com ingredientes fáceis de serem encontrados.
Caldo verde detox
Ingredientes

– 1 maço de couve-flor grande;
– 1/2 maço de couve-manteiga;
– 1/2 cebola;
– 2 dentes de alho;
-1 linguiça de frango ou tofu picado em cubos (opção sem carne);
– 2 colheres de creme de ricota;
– Sal e pimenta.

Preparo
Coloque a couve-flor em pedaços numa panela, cubra com água, tempere com sal a gosto e deixe cozinhar; Corte as rodelas de cebola e coloque para cozinhar junto com a couve-flor; ⠀

Para que o caldo fique cremoso, a couve-flor deve ficar bem macia; Tire a couve-flor e a cebola da panela, deixando escorrer bem o caldo, e coloque no liquidificador; Reserve um pouco da água do cozimento para acrescentar ao final, caso o caldo fique com pouca água. ⠀

Em uma panela, refogue os dentes de alho esmagados com um pouco de azeite; Acrescente a linguiça de frango cortada em rodelas finas e refogue até dourar (quem for preparar a receita sem carne, substitua a linguiça pelo tofu, que deve ser acrescentado ao caldo apenas no final, na hora de servir). ⠀

Acrescente o caldo de couve-flor na panela. Se ficar muito grosso, adicione um pouco da água do cozimento que foi reservada; Junte as duas colheres de creme de ricota e desligue o fogo; Corte a couve-manteiga em tiras bem fininhas e jogue no caldo sem refogar, para manter todas as propriedades; Abafe com a tampa por alguns minutos e está pronto. Aproveite!

LEIA TAMBÉM: