Câncer de próstata

Novembro Azul ressalta importância dos exames preventivos

Novembro é o mês de prevenção do câncer de próstata, o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do…

21 de novembro de 2017 - 09:27

Cris Challoub

Compartilhe

Novembro é o mês de prevenção do câncer de próstata, o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele), segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). Em 2016, foram estimados mais de 61 mil casos no Brasil, sendo que a taxa de mortalidade é de 13 mil (21%).

Exames preventivos, como o Antígeno Prostático Específico —conhecido como PSA — que consiste em coleta e análise de sangue e o de toque retal, com consulta periódica ao urologista, contribuem para que a doença seja diagnosticada precocemente.

De acordo com o médico urologista André Tomé, se o tumor prostático for descoberto em uma fase inicial há chance de 90% de cura, mas se estiver em um nível mais avançado, com sintomas aparentes como retenção urinária, sangue na urina e no sêmen e dor nos ossos pode indicar evolução da doença.

“A metástase do câncer de próstata acontece, principalmente, nos ossos, mas também pode ser disseminado pelos gânglios linfáticos e acometer outras regiões do corpo”, salienta o médico.

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) recomenda que a partir dos 50 anos homens comecem a fazer os exames preventivos.

Negros e pessoas que já tiveram casos da doença na família devem dar início ao monitoramento a partir dos 45 anos. “A incidência em ambos os casos é maior”, explica.

Tabu

Dados da SBU salientam que 50% dos homens nunca passaram pelo urologista, indicando que ainda existe um tabu em relação aos exames solicitados.

Por outro lado, Tomé observa que na prática clínica, muitos buscam pelo especialista quando pessoas próximas são diagnosticadas pelo tumor.

“Com o passar dos anos o tabu está diminuindo e os homens entendem a necessidade da prevenção do câncer de próstata”.

Segundo a Prefeitura Municipal de Santos, de janeiro a setembro deste ano cerca de 12 mil homens fizeram o PSA.

Campanha

Até o final de novembro, homens com mais de 45 anos serão submetidos ao PSA nas Unidades Básicas de Saúde de Santos.

Para participar da campanha basta comparecer à policlínica do bairro onde mora, passar por uma anamnese com a enfermeira responsável e agendar o exame.

No sábado (25), das 8 às 22 horas, será realizado sem agendamento o exame de PSA nas policlínicas do José Menino (Av. Mal. Floriano Peixoto, 201) e da Conselheiro Nébias (Av. Conselheiro Nébias, 514).

Pede-se que três dias antes da campanha a pessoa não tenha relações sexuais, não use bicicleta e também não faça esforço físico, pois pode dar alteração no resultado da análise sanguínea.

LEIA TAMBÉM: