Abertura do Simpósio do Sampa acontece nesta sexta-feira (25) | Boqnews
Foto: Divulgação/PMS

Agende-se

25 DE NOVEMBRO DE 2022

Abertura do Simpósio do Sampa acontece nesta sexta-feira (25)

O evento chega na 6º edição e vai até a próxima sexta-feira (2)

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

A força da cultura popular santista terá espaço e voz em mais uma oportunidade, a partir desta sexta-feira (25), às 19h, na abertura da 6ª edição do ‘Simpósio do Samba’. O palco da abertura será o Teatro Rosinha Mastrângelo (Avenida Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias).

Dessa forma, organizado pela parceria entre Nanne Bonny, Mano Jotta e Ruben Gordinho, o evento tem como principal referência o Marechal do Samba J. Muniz Jr.

Sendo assim, inspirado nos simpósios realizados nos anos 1960, o evento irá promover, até o próximo dia 2, mesas de conversa que buscam resgatar as memórias e potências do samba na Cidade e no Brasil.

Além disso, fazem parte da programação também a Alvorada do Samba e shows musicais. Inclusive, um úncio show pago é o da Leci Brandão e Samba da mangueira, que acontece no sábado (26).

 

Evento

Portanto, no primeiro dia do evento, os convidados da roda de conversa serão J. Muniz Jr., Paulo Mathias, Marilia Trindade Barbosa, Beto Magistral, Fabio Przygoda, Caca Teixeira, Dionisio Neto, Rafael Leal e Telma de Souza. A mediação será de Rubens Gordinho.

Já na sequência haverá o show ‘Memórias do Samba’ e abertura da exposição do acervo de J. Muniz Jr. sobre o samba santista.

Desse modo, a programação do Simpósio do Samba está disponível no Instagram: @simposiodosamba.

O evento conta com apoio da Secretaria de Cultura (Secult).

O samba começou a criar raízes em Santos, a partir do Quilombo do Pai Felipe, um espaço que agregou manifestações culturais da população negra da Cidade. Depois, os dissidentes do quilombo migraram para o Monte Serrat.

Sendo assim, nos anos 1940, o bairro do Macuco, localizado próximo ao Centro Histórico e à zona portuária, habitado por maioria negra, operária e estivadora, abraça o samba e passa a propagá-lo pelas ruas.

Dessa forma, nos anos 1950, o samba e o carnaval ganharam espaço e, em 1960, Santos chegou a ser conhecida como capital do samba paulista.

O Simpósio do Samba foi idealizado pelos jornalistas e amantes do samba J. Muniz Jr. e Olao Rodrigues. A primeira edição do evento foi realizada em 1966, escrevendo um novo e importante capítulo na história do samba em Santos.

 

 

 

 

 

Próximos eventos

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.