cidades

Andaraguá começa a receber indústrias em 18 meses

Investimento de cerca de R$ 500 milhões a longo prazo, com a geração de 15 mil empregos diretos, o Condomínio…

31 de março de 2008 - 10:35

Da Redação

Compartilhe

Investimento de cerca de R$ 500 milhões a longo prazo, com a geração de 15 mil empregos diretos, o Condomínio Empresarial Andaraguá, em Praia Grande, deve começar a receber suas primeiras indústrias em 18 meses. A previsão foi feita na quinta-feira (27), em coletiva à Imprensa do prefeito Alberto Mourão. Na ocasião, foi apresentado o principal parceiro do empreendimento, o Grupo Sonda, proprietário da área de 4,5 milhões de metros quadrados no Bairro Andaraguá. A gleba fica entre os quilômetros 286 e 290 da Rodovia Padre Manuel da Nóbrega – margem esquerda da via, sentido Praia Grande-São Vicente.


Projetado para abrigar até 212 empresas, o condomínio tem como maior diferencial a pista de pouso e decolagem para aviões de carga. Quando estiver em pleno funcionamento, o aeroporto local deverá receber de seis a oito aviões de grande porte por dia.


Localizado a cerca de 6 quilômetros do centro urbano de Praia Grande, o condomínio abrigará empresas de diversos segmentos, como de autopeças, metalurgia, produtos alimentícios, construção civil, tecnologia e produtos farmacêuticos e hospitalares. Os investidores revelaram que, dentre as empresas que estão sendo contatadas, há uma de manutenção de aeronaves, o que deve gerar novo serviço não restrito aos aviões que usarão a pista, mas até de outras empresas da aviação no Brasil.


A área destinada para suportar o polígono do aeroporto, cuja construção já foi autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), terá mais de 2 milhões de metros quadrados. A pista para pousos e decolagens terá inicialmente 1.600 x 30 metros. Na última etapa do complexo, prevista para daqui a dez anos, a pista deverá ser ampliada para 2.600 metros. O condomínio terá ainda 1.100 vagas de estacionamento de veículos e um heliponto.

LEIA TAMBÉM: