Ativista faz ‘vaquinha online’ para salvar vida de animal esfaqueado | Boqnews
Divulgação

Campanha

25 DE AGOSTO DE 2016

Ativista faz ‘vaquinha online’ para salvar vida de animal esfaqueado

Guerreiro foi torturado e jogado no lixo, mas salvo pelo protetor, Renan Mazuchi, no Guarujá

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

O Guerreiro não recebeu este nome à toa. Ele foi brutalmente espancado, esfaqueado na cabeça e descartado em uma caçamba de lixo, mas mesmo assim luta pela sua sobrevivência e recuperação. O cachorro, de porte-médio e pelo caramelo, foi salvo pelo ativista Renan Mazuchi, do Guarujá, que criou uma campanha online a fim de angariar fundos para o tratamento do resgatado.

"Para o mudo que eu quero descer! Isso me causa muita revolta... Me tirou a pouca fé que ainda tinha na minha raça. Como alguém consegue dar pauladas em um cachorro, depois dar com o facão na cabeça dele por três vezes e ainda jogar o coitado no lixo?", desabafou Renan nas redes sociais. 

“Para o mundo que eu quero descer! Isso me causa muita revolta… Me tirou a pouca fé que ainda tinha na minha raça. Como alguém consegue dar pauladas em um cachorro, depois dar com o facão na cabeça dele por três vezes e ainda jogar o coitado no lixo?”, desabafou Renan nas redes sociais assim que resgatou o Guerreiro. 

 

"Que todo seu sofrimento se transforme em amor, meu Guerreiro", diz Renan em legenda de foto

“Que todo seu sofrimento se transforme em amor, meu Guerreiro”, diz Renan em legenda de foto com o Guerreiro

Renan sempre usa seu perfil pessoal do Facebook para arrecadar dinheiro e cuidar dos animais resgatados por ele, que depois são doados com muita cautela e responsabilidade. Só que desta vez, como o gasto com o Guerreiro será superior por conta do tratamento veterinário, ele resolveu coletar verba pelo Vakinha, site especializados em “vaquinhas” na internet.

A objetivo é atingir a arrecadação de R$ 3 mil. “Além de uma enorme fissura no crânio, que acabou o contaminando com o corte do facão, ele também tem luxação na bacia devido às fortes pauladas, por isso não consegue andar”, conta. De acordo com Renan, o Guerreiro ficará pelo menos um mês em repouso e já está tomando antibióticos. O corte na cabeça felizmente está fechando.

>       Maltratar animais é crime. Saiba como denunciar

Para ajudar é necessário fazer um cadastro no site e informar a forma de pagamento: boleto ou cartão de crédito. A campanha foi criada na quarta-feira (24) e prossegue até o dia 23 de novembro.

Depois do tratamento necessário, o Guerreiro irá para adoção. Interessados em dar muito amor, carinho e atenção a ele devem entrar em contato com o Renan pelo Facebook.

No vídeo abaixo, a dificuldade de manter-se em pé:

Interessados em contribuir com os cuidados de outros animais, podem realizar transferência para a seguinte conta:
Banco itaú
Agência: 3355
Conta corrente: 23057-8
Nominal: Renan Guimarães Mazuchi

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.