Baixada Santista fecha 2018 com superávit de 2.726 empregos | Boqnews
Foto: Divulgação Empregos na Baixada Santista

Empregos formais

18 DE FEVEREIRO DE 2019

Baixada Santista fecha 2018 com superávit de 2.726 empregos

O estado de São Paulo fechou 2018 com um superávit de 122.512 vagas de empregos, sendo que a Baixada Santista ficou com 2,2% deste montante, ligeiramente menor que a média regional (2,9%).

Por: Fernando De Maria

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

A Baixada Santista fechou 2018 com um superávit de 2.726 postos de trabalho.

O acréscimo de vagas decorre do fechamento em alta no quatro trimestre com a abertura de 3.032 postos de trabalho.

Os dados foram divulgados nesta segunda (18) pela Fundação Seade.

Na comparação entre o quatro trimestre de 2018 com o de 2017, os números positivos se concentraram em vagas na indústria extrativa (+ 1,3%).

E também: construção civil (+ 1,4%), comércio (+ 1,3%) e serviços (0,6%).

A baixa se concentrou na indústria, com queda de 1,7% entre o período analisado.

Na comparação com o trimestre anterior de 2018, os melhores indicadores ocorreram no comércio (+ 3,6%) e serviços (+ 0,3%).

Foram 722 vagas a mais para atendente de lojas e mercados e 665 para atendentes na área de alimentação.

E ainda: 625 para vendedor de comércio varejista.

Além disso, nos demais itens, quedas de 1,6% (indústria e construção civil) e de 0,5% na indústria extrativa (pesca, por exemplo).

Isso explica a queda de vagas para operador de telemarketing (- 397 vagas), marinheiro de convés (- 180).

E ainda: professor de nível médio no Ensino Fundamental (-123), servente de obras (- 116) e maquinista de embarcações (-100).

 

Casa Civil trabalho intermitente

Primeiro semestre negativo

A melhora do cenário decorre da abertura de vagas no segundo semestre de 2018.

Afinal, os seis primeiros meses de 2018 contabilizaram um saldo negativo de 3.224 vagas de empregos, alavancadas pelo cargo de vendedor do comércio varejista, com 755 postos fechados e atendente de lanchonetes (-424).

Porém, no segundo semestre, a situação se inverteu.

Não bastasse, entre aberturas e fechamentos de vagas, o saldo foi positivo de 5.950 oportunidades.

Assim, a Baixada Santista mantém a mesma tendência que ocorre no Governo do Estado.

Em 2018, foram 122.512 postos de trabalho abertos, a despeito do último trimestre ter sido o único fechado no vermelho, com 79.421 empregos a menos.

Desta forma, a oferta de vagas adicionais na Baixada Santista representou 2,2% do total no Estado.

O número é ligeiramente inferior à participação da região no volume de empregos formais em São Paulo (detém 2,9%).

Assim, apesar dos números positivos, o ritmo de geração de empregos é inferior à proporção real de oportunidades comparada aos números estaduais.

O ano passado encerrou com 11.955.673 empregos celetistas no setor privado no Estado de São Paulo, que representa 31,2% do total de empregos no Brasil.

Ou seja, um em cada três trabalhadores celetistas brasileiros atua no Estado de São Paulo.

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.