Monitoramento

Câmeras ajudam a combater o descarte irregular de lixo em Santos

Multas por descarte irregular de lixo variam de R$ 150,00 a R$ 1.000,00

31 de julho de 2014 - 10:13

Da Redação

Compartilhe

As 188 câmeras do Sistema Informatizado de Monitoramento (SIM), de prontidão 24 horas em diversos pontos de Santos, serão grandes aliadas na campanha Cidade Sem Lixo. Desde a semana passada, a Guarda Municipal, vinculada à Secretaria de Segurança (Seseg), passou a ter a competência de fiscalizar o descarte irregular de resíduos em áreas públicas, entre as novas atribuições previstas no decreto municipal n° 6.861.

“As câmeras ajudam muito na fiscalização. E, com o aumento previsto no número de equipamentos, vamos ampliar ainda mais os espaços públicos vigiados”, explica o secretário municipal de Segurança, Sérgio Del Bel Júnior, destacando as 40 novas câmeras que serão instaladas em vários pontos das zonas Noroeste, Intermediária e Central. No início de 2015, a cidade deverá ter 426 aparelhos interligados ao SIM.

A Guarda Municipal já realiza rondas em 202 pontos críticos mapeados pela Secretaria de Serviços Públicos (Seserp). Quando uma situação de descarte de lixo ou entulho for verificada, a central do SIM no paço municipal acionará viaturas e guardas mais próximos para confirmar o flagrante e qualificar o infrator para a notificação. Os fiscais das secretarias de Finanças (Sefin) e de Meio Ambiente (Semam) ou agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) darão sequência ao processo que resultará na multa a ser aplicada. Os casos de suspeita de abandono de veículo são encaminhados para verificação pela Operação Lata Velha da CET.

Denúncias
Na próxima semana, o efetivo da Guarda Municipal será capacitado e passará a realizar as notificações das ocorrências, que serão remetidas para os órgãos responsáveis para a aplicação das multas. As sanções variam de R$ 150,00 a R$ 1.000,00, de acordo com o volume de detritos. Para denúncias à GM sobre descarte de lixo e entulhos em vias públicas, os munícipes têm a disposição os telefones 153 e 0800-177766, com ligações gratuitas.

LEIA TAMBÉM: