Complexo Rebouças apresenta sinais de abandono | Boqnews
Foto: João Pedro Bezerra

Santos

14 DE JANEIRO DE 2022

Complexo Rebouças apresenta sinais de abandono

Um dos principais complexos esportivos da região sofre com a ausência de manutenção

Por: João Pedro Bezerra

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Uma das principais áreas esportivas de Santos, o Complexo Rebouças (Ponta da Praia) lida com a falta de manutenção e os equipamentos praticamente abandonados.

O problema já é visível na parte externa do complexo, com as grades tortas e a sujeira espalhada pela calçada. Quem passa pelo local está preocupado com a situação. Invasões têm se tornado rotineiras, a despeito da presença da sede da Guarda Municipal na mesma calçada.

Um morador que não quis se identificar conta que os problemas no Rebouças ganharam força com a pandemia, pois uma série de atividades esportivas precisou ser interrompida diante da Covid-19.

Problemas

Mato alto chama a atenção no parque infantil/Foto: João Pedro Bezerra

Basta entrar no Complexo para encontrar problemas na área.

O primeiro deles é o mato alto. Em alguns pontos, como no parque infantil, o mato chega a ultrapassar a altura do joelho de uma pessoa com 1,80 m.

Por falar no parque infantil, o espaço conta com brinquedos (balancê e escorregador) em situação precária.

Outro ponto que está interditado são as três quadras externas. Os locais que recebiam um grande número de pessoas para as mais diferentes práticas esportivas, como futsal, handebol, basquete e vôlei, hoje tem o silêncio e o vazio como suas principais características.

Fechada com telas, as quadras não tem traves nem cestas. As marcações e as linhas estão cada vez menos visíveis.

Além disso, quando chove o piso fica com várias poças de água.

A sujeira e os problemas estruturais na cobertura são outros sinais preocupantes da falta de manutenção nas quadras. As duas piscinas externas também lidam com problemas. Na maior, a água tem tom esverdeado. Já na piscina menor, a sujeira na água chama atenção.

Água está verde na piscina/Foto: João Pedro Bezerra

Por fim, os banheiros apesar de estarem limpos, não têm água em algumas torneiras no sanitário masculino. Vale destacar que o Complexo Rebouças abriga a Secretaria Municipal de Esportes.

Equipamentos

A reportagem esteve no local na manhã da última terça-feira (11). Apenas a piscina olímpica e a academia estavam em funcionamento para atender a população. Algo bem diferente, de um passado recente, quando o Complexo Rebouças recebia principalmente muitos idosos e crianças na parte da manhã para uma série de atividades. Além disso, a reportagem notou alguns homens trabalhando em obras no local.

Vacinação

Palco de grandes eventos e competições esportivas da região e do País, o ginásio do Complexo Rebouças serve como um dos principais pontos de vacinação contra a Covid-19 em Santos. Dessa forma, desde fevereiro do ano passado, o ginásio foi emprestado para a Secretaria Municipal de Saúde.

Diariamente, milhares de pessoas passam pelo local para receber o imunizante.

Entretanto, apesar do uso, o ginásio também passa por problemas. Um dos mais preocupantes são os pombos que ficam no teto do ginásio e defecam no espaço.

Para se ter uma ideia, as arquibancadas estão repletas de fezes. Há também janelas quebradas e equipamentos enferrujados. No dia que a reportagem do Boqnews esteve lá, faltava água no banheiro masculino.

Fezes de pombo estão por toda arquibancada/Foto: João Pedro Bezerra

Interditadas

A Secretaria de Esportes informou que as quadras externas estão interditadas aguardando o início das intervenções previstas no piso e na cobertura.
Na reforma dos pisos, o processo está na fase licitatória final de análise documental e prazo recursal. Esse trâmite deve demorar cerca de 30 dias caso não ocorram recursos por parte das empresas envolvidas.

O processo todo engloba a reforma dos pisos das quadras, alambrados e drenagem do entorno, além de substituição de tabelas, bancos e traves. Já a cobertura será parte de outro processo cujo projeto já está em análise junto aos órgãos competentes no governo do Estado. Ou seja, a quadra será reformada antes das melhorias no telhado.

Em relação ao parque, a Secretária de Esportes salientou que tem um amplo projeto de revitalização de toda a estrutura do local em fase de aprovação.

Enquanto, as piscinas menores do Rebouças, atualmente está em estudo um novo projeto para aquela área. No momento todas as atividades que eram realizadas naquele espaço estão sendo realizadas na piscina olímpica aquecida e coberta.

“No mais o equipamento segue funcionando normalmente e seguindo todos os protocolos de segurança”, ressaltou a secretaria, em nota enviada à Redação.

Confira o vídeo

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.