Confira quem são os 16 vices candidatos à Prefeitura de Santos | Boqnews
Foto: Nando Santos

Eleições 2020

01 DE NOVEMBRO DE 2020

Confira quem são os 16 vices candidatos à Prefeitura de Santos

Mulheres são a maioria entre os vices candidatos à Prefeitura de Santos; eleições acontece no próximo dia 15 de novembro

Por: João Pedro Bezerra

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Votar em um candidato a prefeito significa que o eleitor também está escolhendo o seu vice. Apesar da função não ter o mesmo destaque por parte dos eleitores, o papel do vice é fundamental para a democracia e tem ganhado destaque nos últimos anos. A sua função é auxiliar o prefeito na administração e assumir o papel quando o chefe do poder executivo municipal tiver ausente.

Para o cientista político Fernando Chagas, a escolha de vice-prefeito não é apenas uma questão legal para substituir o prefeito no caso de necessidade ou da ausência temporária ou definitiva. Essa opção é essencialmente estratégica para a ampliação dos votos e a conquista da eleição, com o companheiro de chapa, que tenha características diferentes e seja de confiança.

Perfil 

Em Santos, existem 16 candidatos à Prefeitura, todos são homens, algo que não ocorria desde 1992. Contudo, o perfil dos vices é completamente diferente, com o predomínio das mulheres.

Para se ter uma ideia, 11 das 16 candidatas a vice são mulheres. Apenas as chapas de Antônio Carlos Banha (MDB), Bayard Umbuzeiro (PTB), João Villela (NOVO), Luiz Xavier (PSTU) e Vicente Cascione (PROS) tem homens como substituto.

Vale destacar que nas eleições de 2016, não houve qualquer mulher como candidata a vice. Naquela ocasião oito nomes concorreram ao cargo no Palácio José Bonifácio, sendo duas mulheres (Carina Vitral e Débora Camilo).

De acordo com a cientista política, Clara Versiani, o motivo de tantas mulheres serem vice e não candidatas próprias deve-se à desigualdade de gênero tão presente na política, destacando que elas continuam subrepresentadas, com menos força, como no repasse de verbas de alguns partidos e também na representatividade de cargos importantes, sendo colocadas em um segundo plano.

Outro fato que chama atenção nas atuais eleições são as idades dos vices, que variam de 45 a 72 anos, ou seja, não há uma disparidade tão elevada como nas candidaturas a prefeito, onde o postulante mais experiente tem 80 anos, enquanto o mais novo, 30 anos. Vale destacar, que a idade mínima para ser prefeito ou vice-prefeito é de 21 anos, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A educação deve ser uma das prioridades na agenda dos vices. Isso porque cinco postulantes são ou já foram professores: José Chiarella (MDB), Lídia Freitas (PRTB), Márcia Regina (DC), Maria Cecilia (PDT) e Nereide Saviani (PCdoB).

A área de finanças e economia vem logo na sequência com quatro candidatos que tem as profissões de administrador, bancário ou empresário: Décio Clemente (PROS), Eneida Koury (PSOL), Raul Rosa (NOVO) e Renata Bravo (PSDB).

Já na saúde, há duas odontólogas: Andréa Maia (CIDADANIA) e Julia Mara (PSD), uma psicóloga Aurelia Rios (PT) e uma técnica de enfermagem Vania Rodrigues (Avante).

Alexandre Leme (PSTU) e Sônia Brunetti (PV) são funcionários públicos aposentados, enquanto Valmir Nunes (PTB) é atleta profissional e técnico em desportos.

Por fim, a disparidade entre candidatos brancos e negros é um fator preocupante. No começo de outubro, a equipe de reportagem do Boqnews fez uma reportagem com a diferença do número de candidatos de acordo com a raça na Baixada Santista. Para a vice prefeitura de Santos, apenas dois candidatos são negros e um pardo. É importante frisar que todos os dados usados pela reportagem, foram obtidos no TSE.

Exemplos

Não é difícil encontrar exemplos de um vice que assumiu o cargo. Até 2018, Michel Temer (MDB) era presidente, após Dilma Rousseff (PT) sofrer o processo de impeachment. Em 1985, na primeira disputa para a Presidência da República, após o Regime Militar, Tancredo Neves foi eleito de forma indireta, mas faleceu antes de tomar posse, Seu vice, José Sarney assumiu. Em âmbito estadual, há a morte do governador Mário Covas (PSDB) em 2001, quando seu vice Geraldo Alckmin (PSDB). O próprio Alckmin quando foi governador renunciou ao cargo no início de 2018, ficando seu vice, Márcio França (PSB), na função.

Vices

Alexandre Leme (PSTU)

Vice de Luiz Xavier
66 anos
Servidor público aposentado

Andréia Maia (CIDADANIA)

Vice de Tanah Corrêa
59 anos
Cirurgiã-dentista

Aurelia Rios (PT)

Vice de Douglas Martins
47 anos
Psicóloga

Décio Clemente (PROS)

Vice de Vicente Cascione
71 anos
Administrador

Eneida Koury (PSOL)

Vice de Guilherme Prado
59 anos
Bancária

José Chiarella (MDB)

Vice de Antônio Carlos Banha
58 anos
Advogado e Professor

Julia Mara (PSD)

Vice de Ivan Sartori
54 anos
Cirurgiã-dentista

Lidia Freitas (PRTB)

Vice de Marcelo Coelho
53 anos
Professora e Militar

Márcia Regina (DC)

Vice de Delegado Romano
56 anos
Professora

Maria Cecília  (PDT)

Vice de Márcio Aurélio
58 anos
Professora

Nereide Saviani (PCdoB)

Vice de Thiago Andrade
72 anos
Professora

Raul Rosa (NOVO)

Vice de João Villela
45 anos
Empresário

Renata Bravo (PSDB)

Vice de Rogério Santos
49 anos
Administradora

Sônia Brunetti (PV)

Vice de Moysés Fernandes
66 anos
Servidora pública aposentada

Valmir Nunes (PTB)

Vice de Bayard Umbuzeiro
56 anos
Atleta e técnico em desportos

Vânia Rodrigues (Avante)

Vice de Carlos Paz
47 anos
Técnica em Enfermagem

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.