Dia da Praticagem de São Paulo é celebrado em 27 de junho | Boqnews
Foto: Divulgação

Praticagem

24 DE JUNHO DE 2022

Dia da Praticagem de São Paulo é celebrado em 27 de junho

A data foi oficializada pelo Decreto Lei 3294 de 2016, da Prefeitura Municipal de Santos

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Era dezembro de 1939, quando pelas lunetas e binóculos do Monte Serrat o atalaiador de plantão avisou o escritório da Praticagem, na época no Centro da Cidade, que um navio japonês estava entrando no Porto de Santos. O prático Castanho embarcou e se surpreendeu quando chegou à embarcação: não era uma tripulação de olhos puxados que o esperava, mas todos loiros e de olhos azuis. Na verdade, era o célebre navio alemão Windkuk, camuflado para fugir dos bloqueios inimigos.

Episódios incríveis como esse fazem parte da história da Praticagem de São Paulo. São fatos relacionados ao trabalho dos práticos que 24 horas por dia manobram navios no canal estreito e sinuoso com maestria e experiência de quem aprendeu a conhecer o vento, as marés e as correntes. Em 6 de novembro de 2015, a Câmara Municipal de Santos prestou homenagem à Praticagem de São Paulo pelos serviços à comunidade, “realizando as manobras com agilidade e grau de excelência comparáveis aos mais modernos e importantes portos do mundo, apesar das conhecidas restrições geográficas do canal de Santos.

A data da fundação oficial da Praticagem de Santos é 27 de junho de 1933, quando o Ministro de Estado dos Negócios da Marinha, Almirante Protógenes Pereira Guimarães, assinou o Aviso nº 2.195, constituindo uma entidade com o objetivo de reunir grupos e indivíduos que prestavam serviços de praticagem no porto santista. Surgia assim a Associação dos Práticos da Barra e Canal do Porto de Santos, que passou a funcionar a partir do dia 2 de novembro daquele mesmo ano.

Presente e futuro

Hoje a Praticagem de São Paulo conta com modernos equipamentos e um Centro de Coordenação, Comunicações e Operações de Tráfego com tecnologia de ponta para realizar as manobras de embarque e desembarque nos navios, colaborando para preservação da embarcação, da carga, da tripulação, das pessoas e do ambiente nas imediações das instalações portuárias. A empresa avança regularmente em treinamentos e faz investimentos para aperfeiçoar os serviços e a gestão do tráfego de navios, de acordo com as normas da Autoridade Portuária.

A eficiência e pioneirismo têm sido a marca da Praticagem de São Paulo, a primeira das Américas a obter o Certificado ISO 9000, pela excelência dos serviços prestados, além de padrão de referência no Brasil, na América Latina e no mundo.

Devido à convivência diária com o mar e a natureza, a Praticagem de São Paulo também está sempre atenta ao meio ambiente. Adotou o Programa de Gestão Ambiental (VGP) do Instituto Via Green, tornando-se a primeira do País a elaborar um inventário de emissões de Gases de Efeito Estufa, efetivando sua contribuição no combate às mudanças climáticas, com adequações na sede para aproveitar as águas pluviais e de reuso, usar energia solar no estaleiro e adaptar motores eletrônicos nas lanchas.

O Presidente Bruno Tavares lembra que a praticagem existe no mundo inteiro, em todos os portos em que as características locais dificultem a livre e segura navegação dos navios. “É uma profissão milenar que exige aperfeiçoamento constante, inclusive das novas tecnologias que os grandes navios vêm incorporando. Nossa praticagem tem um grande significado, não só pela sua eficiência e agilidade, mas pelo que representa para o setor marítimo e para a região da Baixada Santista, além do respeito internacional”.

Em 2020, os práticos Fábio Abreu e Márcio Teixeira receberam o Prêmio IMO (Organização Marítima Internacional), o importante da comunidade marítima internacional, por Bravura Excepcional no Mar, reforçando um trabalho que prima 24 horas pela segurança no mar e da comunidade.

A Praticagem de São Paulo também recebeu em 2017 o Prêmio Antaq

na categoria “Iniciativas Inovadoras”, por sua contribuição para melhorar a segurança e a eficiência do trafego aquaviário com o desenvolvimento e utilização do “Redraft – Calado Real”, um sistema inédito, implantado em 2016 nas operações dos portos de Santos e São Sebastiao.

Respeito à comunidade

O presidente da Praticagem reforça a ligação importante que a Praticagem de São Paulo faz questão de manter com a comunidade da região, seja através de parcerias na área educacional para ampliar a capacitação dos trabalhadores do Porto, seja com doações para instituições e investimentos para garantir a excelência do trabalho. “Para nós é muito bom receber os retornos e elogios ao nosso trabalho por parte de comandantes de navios, de autoridades e da própria população, que hoje reconhece a segurança que a praticagem traz para a região”.

Durante a pandemia, a Praticagem de São Paulo desde o início tomou todas as providências para evitar a disseminação do vírus e garantir a segurança de seus profissionais, familiares e a comunidade

Em breve, um novo desafio virá pra a Praticagem de São Paulo: a chegada dos navios de 366 metros, que exigem manobra especial e muito delicada, inclusive com a atuação de dois práticos. Mas os práticos se preparam desde 2018 com treinamentos especiais nos Estados Unidos e no tanque de provas da USP com simulares. “Estamos prontos para recebê-los. Sabemos que o risco é maior, mas temos todas as condições para manobrá-los com total segurança”, diz Bruno Tavares.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.