Guarujá

Guarujá tem baixa procura da população em campanha contra a gripe

Trabalhadores da saúde, crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes e puérperas devem tomar a dose até o próximo dia 10

01 de maio de 2021 - 15:07

Da Redação

Compartilhe

É baixa a procura da população pela imunização contra a gripe (Influenza vírus H1N1, A e B) em Guarujá. Até o momento, apenas 14% dos trabalhadores da saúde receberam a dose, 22% das crianças de seis meses a menores de seis anos, 20% das gestantes e 30% das puérperas (mulheres em período pós-parto de até 45 dias). A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é vacinar, pelo menos, 90% de cada grupo.

Para se ter uma ideia, em números gerais, o Município espera vacinar pouco mais de 40.000 pessoas somando todo o atual grupo prioritário. No entanto, só foram aplicadas 7.989 doses – 19% do quantitativo esperado nos postos nesta primeira fase. A campanha começou no dia 12 de abril na Cidade.

Mesmo com a baixa procura, já para o próximo dia 11 de maio está prevista a mudança de fase no público-alvo para a vacinação. Serão incluídos idosos com 60 anos ou mais e professores de todas as redes de ensino. 

Importância da imunização e onde garantir a dose

Estar imunizado contra a gripe é fundamental, ainda mais antes da chegada da estação onde há maior incidência dela: o inverno. Garantir que está protegido também facilita o diagnóstico da covid-19, por exemplo, que possui sintomas bastante semelhantes.

Para garantir a vacina contra a gripe, basta se dirigir a um dos 20 postos de saúde da Cidade, entre Unidades Básicas (UBS) e de Saúde da Família (Usafas), de segunda a sexta-feira, das 9 às 15 horas (veja endereços abaixo). É obrigatório o uso de máscara e a apresentação de um documento original com foto.

Segundo o Ministério da Saúde, se o munícipe for do grupo prioritário para receber vacina contra covid-19, deve aguardar o intervalo de 14 dias para receber a vacina contra Influenza.

LEIA TAMBÉM: