Lata Velha

Mais de 600 carros abandonados já foram retirados das ruas de Santos

Iniciada em julho do ano passado, a operação já registrou, até o momento, 835 veículos em condições de abandono.

11 de fevereiro de 2015 - 15:31

PMS

Da Redação

Compartilhe

lattavelhaA Operação Lata Velha, da CET, vem realizando uma média de três recolhimentos de veículos por dia. Geralmente são automóveis e caminhões em condições precárias, abandonados em diversos pontos da Cidade.

Iniciada em julho do ano passado, a operação já registrou, até o momento, 835 veículos em condições de abandono. Desse total, 616 já foram removidos por guinchamento ou pelos seus proprietários. Os veículos considerados sucata ainda recebem multa de R$ 1 mil, lavrada por agentes da Secretaria de Meio Ambiente. Um total de 47 veículos foram encontrados nessas condições e 31 já receberam a penalidade, além de ter seus veículos guinchados. Outros demais estão em processo de fiscalização.

Na semana passada, por exemplo, a CET, com o auxílio de um guincho, fez a remoção de um automóvel abandonado na Rua Bernardo Browne, em frente ao nº 25, no Estuário. Em condições precárias, o veículo não tinha motor, rodas, placas e para-choque dianteiro. Os bancos e o painel estavam destroçados. Em seu interior muito lixo (garrafas, restos de alimentos, jornais, papeis etc).

Apoio
Moradores da área gostaram da operação. “É preciso mesmo retirar essas sucatas. Elas desvalorizam o bairro, acumulam lixo e água da chuva, que pode causar a proliferação do mosquito da dengue e trazer doenças”, ressaltou a comerciante Maria Goreti dos Santos, que tem uma loja na via.

“Além disso, também traz insegurança aos moradores. À noite, há desocupados que dormem no carro e consomem drogas. Já ocorreram roubos na área”, completou o estudante de Engenharia, Felipe Hora Costa, que reside no bairro.

A Operação Lata Velha integra a campanha Cidade sem Lixo. A estratégia tem dado resultado, já que muitos proprietários têm procurado a CET para regularizar a situação antes da remoção. Eles recebem a notificação via telegrama ou em edital publicado no Diário Oficial.