Marcha Metropolitana da Consciência Negra chama atenção para formas de racismo | Boqnews
Foto: Pixabay Marcha Metropolitana da Consciência Negra na Baixada Santista

Ato

20 DE NOVEMBRO DE 2019

Marcha Metropolitana da Consciência Negra chama atenção para formas de racismo

Terceira edição da marcha-ato acontece nesta quarta-feira, com concentração na Praça Palmares. Diferentes atividades estão programadas

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Com o tema resistir, sobreviver, denunciar e reconhecer, nesta quarta-feira (20) acontece a terceira Marcha da Consciência Negra da Baixada Santista.

A concentração será às 14 horas, na Praça Palmares, no Embaré. Posteriormente, o povo negro segue em marcha pelas Avenidas Afonso Pena e Francisco Glicério.

Depois, na Estação da Cidadania (Avenida Ana Costa, 340) irão compor as demais atividades como feira preta e intervenções artísticas.

Objetivos

A marcha-ato pelas ruas de Santos no Dia da Consciência Negra tem como propósito chamar a atenção da sociedade civil e do poder público da região para o Racismo em suas múltiplas formas de manifestação.

Contará com a participação de entidades negras da luta antirracista, pessoas e demais organizações sociais de toda a Baixada Santista.

E, ainda, visa dar publicidade às reivindicações e às demandas de políticas públicas de promoção da igualdade racial e de enfrentamento ao racismo.

Assim, dando voz às bandeiras de luta dos diversos movimentos negros dos nove municípios da região metropolitana da Baixada Santista.

Além disso, pretende dar ênfase na transversalidade do racismo a partir das falas das várias entidades presentes na marcha demonstrando as diversas áreas das relações sociais que o racismo atinge, como saúde; gênero; segurança pública; educação; meio ambiente; juventude; trabalho; cultura; moradia, entre outras.

As entidades participantes pretendem instituir a Marcha Metropolitana da Consciência Negra da Baixada Santista como ato político e marco regulatório da luta racial na região.

E também reiterar o compromisso das entidades negras com a luta pela igualdade racial; combate ao racismo em suas diversas formas; contra genocídio da juventude negra; contra a violência nas periferias e contra intolerância religiosa.

O movimento busca aglutinar forças para criar uma frente ampla regional. Contando, sobretudo, com o maior envolvimento possível para fortalecer o enfrentamento ao racismo e a promoção da igualdade racial na Baixada Santista.

Dessa forma, é pensada a criação de uma agenda permanente política com metas e objetivos específicos.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.