Moradores cobram melhorias na Ilha Diana | Boqnews
Foto: Divulgação

Santos

18 DE ABRIL DE 2022

Moradores cobram melhorias na Ilha Diana

Ilha que fica na Área Continental tem aproximadamente 200 moradores

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Moradores da Ilha Diana, localizada na Área Continental de Santos, estão cobrando melhorias na infraestrutura do bairro, onde moram aproximadamente 200 pessoas.

Alguns moradores, como Joseane Ribeiro e o presidente da sociedade de melhoramento, Alexandre de Souza informaram que a Ilha Diana enfrenta uma série de problemas.

Dentre eles, está o acesso, haja visto que só dá para chegar no local de barco.

Alexandre de Souza destaca que em diversos dias, os moradores precisam colocar o pé na água para entrar na embarcação, algo que pode causar doenças.

“O pier não é seguro e apresenta várias falhas, o perigo é ainda maior para as crianças”, citou o presidente da sociedade de melhoramento.

Vale destacar que os barcos saem a cada uma hora.

Ele também ressalta que os trabalhos da UME Rural estão atrasados e a única obra concluída foi da Policlínica.

Além disso, o presidente da sociedade de melhoramento cobra mais serviços da Prefeitura, como a limpeza e áreas de lazer.

Por fim, Alexandre quer que o projeto de reubarnização da Ilha Diana saia do papel e faz um pedido para que o subprefeito Beto Iglesias esteja mais presente no bairro.

“O subprefeito não aparece muito na comunidade, em diversas semanas ele não visita a Ilha Diana”, finalizou o presidente da sociedade de melhoramento.

Serviço de limpeza é uma das maiores reclamações por parte dos moradores/Foto: Divulgação

Prefeitura de Santos

A Prefeitura de Santos destacou que o projeto de reubarnização encontra-se em fase de elaboração para posterior levantamento de custos e apresentação para os moradores da Ilha Diana.

Além disso, a Prefeitura, por meio da Subprefeitura da Área Continental informou que mantém uma rotina diária de zeladoria na Ilha Diana, com roçada e capinação, limpeza e manutenção de ruas. Há ainda intervenções pontuais, realizadas quando da identificação de situações que exijam medidas, quer urgentes ou programadas, a fim de garantir condições adequadas de equipamentos, serviços ou do ambiente.

Confira a nota

” Apenas para citar alguns serviços, na Unidade de Saúde da Família, a subprefeitura promoveu a troca total do piso e do forro de suas instalações; substituiu louças, aparelhos sanitários e as antigas esquadrias de ferro por alumínio; verificou as condições do telhado e assentou a cobertura; individualizou a entrada e instalou porta de vidro, removendo a de madeira; promoveu revisão elétrica geral e efetuou a pintura.  Já o píer de atracação de barcos e lanchas conta agora com novos pilares de fundação em concreto, teve o madeiramento estrutural substituído, ganhou novos assoalho e pintura geral, em breve será instalada a iluminação e um flutuante. A UME Rural Ilha Diana, por sua vez, teve piso, revestimento, forro e parte da alvenaria demolidos, ganhando novos revestimento cerâmico, piso, forro, porta e abrigo de gás. A cozinha foi ampliada e agora dispõe de novas prateleiras e de exaustor axial, e as instalações elétrica e hidráulica passaram por revisão geral e troca onde houve necessidade, enquanto o refeitório conta com forro novo em PVC, prateleiras e recebeu pintura. A sala da Coordenação teve sua alvenaria elevada e dispõe de piso, revestimento, forro, instalações elétricas e pintura novos.   Os banheiros, por sua vez, tiveram a alvenaria demolida e a retirada dos azulejos existentes na meia-parede, ganhando novos revestimento cerâmico, louças, piso e forro de PVC. O corredor de entrada da escola dispõe de piso novo e a área do tanque, de cobertura.  Na Escola Total, a subprefeitura realizará a adequação dos espaços para copa e banheiro, instalará forro de PVC e promoverá pinturas interna e externa. Importante frisar que a UME Rural e a Escola Total recebem manutenções regulares de pintura (externa e interna), carpintaria (portas, batentes, telhado e fechaduras), serralheria (playground, janelas), hidráulica (banheiros, cozinha, rede de esgoto, rede pluvial), elétrica (luminárias, tomadas e ventiladores) e civil (revestimentos e pisos, adequações de espaços), além de roçada e retirada de mato da área do playground por parte da equipe da subprefeitura.
  

Subprefeito

A Prefeitura também informou que o  subprefeito da Área Continental José Alberto Iglesias Bittencourt tem sob sua responsabilidade não apenas a Ilha Diana, mas também os bairros Caruara, Iriri, Iriri Alto, Caetê, Mantiqueira, Monte Cabrão e Quilombo. Efetivamente, ele não está todos os dias na Ilha Diana e pode até ficar uma semana sem se apresentar, caso surjam situações urgentes em alguns dos outros seis bairros, que mereçam sua atenção e presença.
Mas nem por isso Ilha Diana fica descoberta, já que a Sup-AC conta com chefias de serviços e uma equipe capazes de atender a população e suas demandas. Além disso, o subprefeito mantém contatos diários e a qualquer hora com as chefias dos bairros, estando sempre ciente e inteirado do que acontece nas cinco localidades sob sua responsabilidade.
A presença do subprefeito também é exigida na área insular do município, para reuniões de trabalho com o secretário de Serviços Públicos Wagner Ramos e equipe técnica, outras secretarias da Administração, agentes públicos, vereadores e outras autoridades santistas, em ações político-administrativas em benefício da área continental e de seus moradores.

 

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.