cidades

Palestra motivacional de ex-interno da antiga Febem é destaque em festival

A 5ª edição do Festival da Cidadania de São Vicente traz mais uma novidade. Além das tradicionais competições, o renomado…

04 de novembro de 2009 - 11:39

Da Redação

Compartilhe

A 5ª edição do Festival da Cidadania de São Vicente traz mais uma novidade. Além das tradicionais competições, o renomado professor Roberto Carlos Ramos ministrará palestra sobre o tema do evento “Felicidade”. O convidado falará a respeito de “O paraíso não se perdeu totalmente! É possível reconstruí-lo!”, palestra motivacional eleita pela Associação Brasileira de Anunciantes (ABA) para a campanha “O melhor do Brasil é o brasileiro”. A palestra é aberta ao público e tem duração de 90 minutos.


O evento acontece nos dias 6 e 7 de novembro, a partir das 14 horas, no Centro de Convenções (Avenida Capitão Luiz Pimenta, 811 – Parque Bitaru). Os visitantes podem apreciar a Feira da Cidadania e ainda participar de cursos gratuitos nas áreas de dança, música e teatro durante o evento. O palestrante Roberto Carlos Ramos usa como artifício a pedagogia do amor para despertar a confiança e ajudar a resgatar a dignidade humana que, segundo ele, são princípios para que as pessoas tenham motivação e sejam felizes.


Ramos viveu como interno da Fundação Casa (antiga Febem) dos 6 aos 13 anos, ano em que foi adotado por uma família francesa. Na França, entre outras coisas, aprendeu a contar histórias. De volta ao Brasil, estudou Pedagogia e ganhou diversos prêmios por seu ofício de disseminar palavras positivas contadas por meio de suas experiências de vida. Ele adotou 14 ex-internos da Fundação que hoje vivem sob sua tutela. Informações pelo site www.robertocarloscontahistoria.com.


Para a secretária de Assistência Social, Márcia Garcia, “são exemplos como o de Roberto que provam que é possível resgatar as pessoas e ainda transformá-las em multiplicadores de boas ações”. Os 150 grupos selecionados para participar do evento são de cidades da Baixada Santista, São Sebastião, Mauá, Guarulhos e Passos (Minas Gerais).


Os concorrentes, de 7 a 17 anos, estão engajados em projetos de cunho social, organizados em ONGs, Oscips, entidades filantrópicas, associações de bairros ou rede pública. Na modalidade dança haverá as categorias dança de rua, balé, jazz e livre; na música, apresentações mistas (junção de instrumentos de qualquer tipo) e percussão. E no teatro, cenas com duração de até 10 minutos. As categorias são infantil e juvenil. Os trabalhos são avaliados por um júri e os três primeiros lugares de cada modalidade e categoria recebem troféus, assim como o grupo escolhido como revelação.


As equipes classificadas em 1º lugar em cada modalidade e categoria garantem vaga na próxima edição, além de outros benefícios. Os concorrentes recebem certificado de participação. O Festival da Cidadania é realizado pela Secretaria de Assistência Social (Seas) e o Fundo Social de Solidariedade (FSS), com apoio das secretarias de Cultura (Secult), Turismo (Setur), Educação (Seduc), Imprensa e Comunicação Social (Seicom), além do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

LEIA TAMBÉM: