Foto: Arquivo/PMS Centro de Santos visto do Monte Serrat

Planejamento

11 DE DEZEMBRO DE 2019

Projetos para desenvolvimento de Santos são apresentados

Iniciativas são resultado da parceria entre a organização Comunitas e a Prefeitura, visando o progresso do Centro, Área Continental e outros fatores

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Com foco na prosperidade da Região Central, no progresso sustentável da Área Continental e no desenvolvimento habitacional da Cidade, foi apresentado na última sexta-feira (6) um projeto urbanístico integrado à Agenda Santos 500.

Ele foi elaborado por meio de uma parceria entre a Prefeitura e a organização empresarial Comunitas. Ela financia acordos de cooperação técnica para municípios, sem custos ao poder público.

Em reunião comandada pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa, com participação de representantes do comércio; do empresariado e do Legislativo Municipal; profissionais do escritório paranaense de arquitetura Jaime Lerner – consultoria contratada pela Comunitas – apresentaram em vídeo as propostas de revitalização de pontos estratégicos da Cidade como Monte Serrat, Mercado Municipal e rodoviária.

Além disso, foram expostas ideias para o Valongo, a região portuária e as habitações em áreas de mangue.

Os arquitetos Ariadne Daher e Felipe Guerra (ambos da Jaime Lerner) abordaram, além dos detalhes arquitetônicos do projeto, questões relacionadas a turismo; economia criativa; laços afetivos da população; e condições dignas de moradia.

Assim, todos esses temas devem, a partir de agora, ser discutidos por setores diversos da sociedade santista.

Com experiência em planos já desenvolvidos em capitais como Rio de Janeiro, Porto Alegre e Recife, Ariadne cita as características que considera marcantes de Santos.

“A praça d’água na frente do Mercado Municipal, na bacia das catraias, é de uma beleza cênica muito bacana e um elemento de identidade. Há também a possibilidade da criação de uma nova orla no Valongo”.

 

Cidade já investe em áreas estratégicas e cumpre metas para parceria

Para o prefeito, as propostas apresentadas na reunião vão ao encontro de políticas já adotadas pela atual gestão.

Como, por exemplo, o plano de desenvolvimento da Região Central, recentemente contemplado com o programa Novo Centro Velho.

A iniciativa prevê incentivos fiscais e obras orçadas em R$ 44 milhões para esta parte da Cidade.

Ele também comentou sobre as possibilidades de expansão de atividades turísticas e comerciais fora da Área Insular.

“A expansão portuária do Brasil está na Área Continental de Santos, sempre considerando a questão ambiental, que deve ser dialogada”.

Quanto à Agenda Santos 500, referência ao quinto centenário do Município que será completado em 2036, Barbosa ressalta se tratar de uma proposta que deve ser abraçada por todos.

“Não é uma agenda do prefeito, nem deste governo e tampouco da Prefeitura. É da Cidade, que deve se apropriar dessa ideia”.

Parceria

Para o diretor da Comunitas, Washington Bonfim, Santos é uma cidade “extremamente importante” para a organização. Isso por conta do sucesso em projetos desenvolvidos em parcerias desde 2014. Como o Mãe Santista e o programa de Participação Direta nos Resultados (PDR), que se tornou um modelo de gestão para outros municípios.

Segundo ele, Santos tem cumprido as metas e garantindo bons resultados em questões como equilíbrio fiscal, gestão e planejamento urbano.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.