Saúde

Santa Casa realiza ação nesta quarta, dia 19, sobre a campanha Setembro Amarelo

Prevenção do suicídio e saúde mental são temas de ação promovida pelo hospital

18 de setembro de 2018 - 10:54

Da Redação

Compartilhe

Caminhada de Valorização da Vida

Atenta a importância de falar sobre saúde mental, a Santa Casa de Santos adere a campanha brasileira de prevenção do suicídio durante este mês, denominado Setembro Amarelo. Assim, promovendo ações e palestras abertas ao público, no dia 19 de setembro, com o apoio do Plano Santa Casa Saúde e do Centro de Valorização da Vida – CVV.

A ação acontece em frente ao hospital, das 9h às 16h, com atendimento gratuito da população para aferição de pressão arterial. Além de testes rápidos de glicose, testes psicológicos e orientações da equipe multiprofissional.

As palestras serão no consistório da instituição, às 14h. O tema “Suicídio: o que posso fazer para prevenir e ajudar?”, ministrado pelo médico psiquiatra Bruno Reis Almeida Cunha, e a coordenadora do Serviço de Psicologia do hospital, Rita Martins Russo.

Para as palestras, as vagas são limitadas e o interessados devem se inscrever no período de 03/09/18 a 18/09/17, pelo e-mail comunicacao@scsantos.com.br ou pelo facebook @irmandadesantacasadesantos.

As inscrições são gratuitas.

A ação acontece em frente ao hospital, das 9h às 16h, com atendimento gratuito da população para aferição de pressão arterial. Foto: Divulgação

Saúde mental e suicídio – para prevenção, falar é essencial!     

Segundo dados divulgados em 2014 pela OMS – Organização Mundial de Saúde, o Brasil ocupa o 8º lugar em número de suicídios. Desta forma, torna-se um problema de saúde pública, considerado uma epidemia de proporções globais.

De acordo com os números regionais, dados do SEADE – Sistema Estadual de Análise de Dados registram a Baixada Santista com 5,5 óbitos por suicídio para cada 100 mil habitantes. No entanto, o resultado é um pouco inferior à média estadual, com 5,6 óbitos por 100 mil habitantes.

Os grupos etários com idades entre 15 e 49 anos, apresentam os maiores índices, sendo os homens o maior número.

O fato dos homens liderarem este triste ranking pode estar relacionado com a eficácia do método utilizado, pois não são consideradas as tentativas de suicídio.

Essa situação que, lamentavelmente, poderia levar as mulheres a mudar este cenário, e alterar o resultado das estatísticas.

Os transtornos mentais são patologias que podem ser ignoradas por anos, sem que os sinais sejam percebidos. Ou seja, se misturam ao excesso de responsabilidades que as pessoas assumem no dia a dia. Portanto, podem chegar a estágios de difícil tratamento.

Outro fator que contribui para a evolução deste mal silencioso é o preconceito. A dificuldade e falta de conhecimento em lidar com as doenças mentais, prejudicam a busca de uma assistência adequada. Assim, podendo resultar em vítimas fatais.

Quando o suicídio se consuma, as pessoas próximas desta vítima se lamentam por não terem notado que algo estava errado. Desta forma, se penalizam por não terem feito nada para impedir.

Estudos comprovam que 90% das mortes por suicídio poderiam ter sido evitadas. Entretanto, alguns caso de alterações nos comportamento tivessem recebido a devida atenção.

Portanto, mais do que nunca, falar sobre o assunto é essencial.

Setembro Amarelo na Santa Casa de Santos

A campanha de conscientização sobre prevenção do suicídio e saúde mental da Santa Casa de Santos acontece no dia 19 de setembro, das 9h às 16h. Assim, conta com a seguinte programação para a população:

9h às 16h – Em frente ao hospital, haverá 3 tendas de atendimento gratuito para aferição de pressão arterial. Seguida por testes rápidos de glicose, testes de avaliação de saúde mental, e orientações de equipe multiprofissional;

14h – Palestra “Suicídio: o que posso fazer para prevenir e ajudar?” no consistório do hospital, com o médico psiquiatra Bruno Reis Almeida Cunha, a coordenadora do Serviço de Psicologia da Irmandade. Além da Rita Martins Russo, e participação do Centro de Valorização da Vida – CVV.

LEIA TAMBÉM: