Santos e cidade da Dinamarca firmam parceria para uso de games na educação | Boqnews
Foto

Educação

31 DE MAIO DE 2022

Santos e cidade da Dinamarca firmam parceria para uso de games na educação

Introdução de game torna o aprendizado mais atraente e reforça uso da tecnologia já empregada nas escolas

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Santos iniciou uma parceria com a cidade dinamarquesa de Viborg (Cidade Criativa da Unesco em Artes Midiáticas), para utilização de um jogo eletrônico para celular (Pon Mobile Game) voltado para educação ambiental de jovens. A intenção é de que ele seja aplicado nas escolas municipais da Cidade, em fase de testes ainda neste ano.

Durante a manhã, a parceria foi apresentada para professores e gestores da rede pública de Santos, junto com uma palestra promovida pelo consultor criativo do game, Morten Thorning, e pela especialista em aprendizado de animação Hanne Pedersen, com o tema ‘Como fortalecer a conscientização e a ação social – o humanismo e a cidadania por meio da animação’.

Durante a abertura do evento, na Sala Princesa Isabel do Paço Municipal, o prefeito Rogério Santos destacou como fatores preponderantes para a assinatura da parceria o fato de Santos ser uma cidade criativa e educadora reconhecida pela Unesco além de ser, nacional e internacionalmente, reconhecida pelo papel ecológico do Município.

“Somos a única Cidade no mundo que possui a educação oceânica; para nós é motivo de orgulho, como outros reconhecimentos à nossa cultura ambiental. Temos, sendo assim, a responsabilidade de passar esse nosso DNA para as futuras gerações, de que não somos os donos da natureza, mas parte da natureza, que devemos protegê-la e para isso esse tipo de ação é fundamental”.

O Pon Mobile Game foi inicialmente pensado em Viborg (Dinamarca), Cidade Criativa da Unesco em Artes Midiáticas e é gerenciado pelo Instituto Cultural da Dinamarca (ICD). A ideia veio da urgência climática mundial, que levou os idealizadores a pensaram em, de forma moderna e divertida, focar nos jovens e crianças, atores principais no futuro da humanidade e da preservação ambiental. O jogo está sendo desenvolvido no Brasil pela Ilex Games, de Campinas-SP), e será lançado no final de agosto.

Para Morten Thorning, consultor criativo do game, a animação e os jogos eletrônicos, quando usados de maneira inteligente, possibilitam tratar de qualquer assunto com profundidade. “Santos é a cidade perfeita para testar o ‘Pon’, por conta de todo o caráter criativo”. Ele ressalta ainda que se trata de um jogo no qual as crianças vão aprender da maneira correta a importância da natureza”.

O produtor do jogo, o brasileiro Antônio Carlos Sandoval, explica que o público-alvo é formado por jovens de 13 a 15 anos, que poderão interagir com o desafio proposto. “Nosso objetivo principal é conscientizar sobre a emergência climática internacional, para isso, o jogo constrói uma narrativa, na qual um tatu tenta salvar a ilha onde vive de outros tatus robotizados que estão destruindo o ecossistema”.

Para a secretária de Educação, Cristina Barletta, a parceria fortalece o trabalho que as escolas já desenvolvem nas áreas tecnológica e ambiental. “A tecnologia pode ser uma ferramenta de educação criativa e motivadora. Faz parte do nosso desafio tornar o aprendizado cada vez mais interessante para as novas gerações”.

O Instituto Querô é um parceiro do Instituto Cultural da Dinamarca no desenvolvimento do jogo, visando à aplicação nas escolas santistas. Atualmente, 10 jovens do Querô trabalham no projeto, sendo duas estagiárias e oito mediadores, que futuramente serão os aplicadores do game nas escolas.

A coordenadora da instituição santista, Tammy Weiss, lembra que a entidade tem como principal obejtivo capacitar jovens da periferia da Baixada Santista para o audiovisual, e vê na animação e na indústria dos games um mercado com potencial de crescimento na Cidade. “Quando o ICD nos procurou no ano passado, pensamos que nossos jovens poderiam ter a oportunidade de ganhar uma formação em animação e games, que acreditamos ser um mercado promissor, visando à empregabilidade”.

O secretário municipal de planejamento e inovação, Fábio Ferraz, aproveitou a oportunidade para vislumbrar novar parcerias, envolvendo Viborg, na Dinamarca, e a Fundação Parque Tecnológico de Santos, tendência confirmada por Morten Thorning. “São duas cidades criativas reconhecidas pela Unesco, que devem estreitar os laços para o desenvolvimento conjunto”.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.