Santos procura empresas para pagar gastos com o Réveillon | Boqnews
Foto: Divulgação Faça um vídeo sobre Santos e ganhe prêmios

Fim de Ano

14 DE DEZEMBRO DE 2016

Santos procura empresas para pagar gastos com o Réveillon

Após ter promovido a segunda maior queima de fogos do País no Réveillon passado, prefeitura santista busca patrocinadores para bancar a festa deste ano.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}
A tradicional festa que atraiu 1 milhão de pessoas na orla durante o ano passado corre o risco de não ocorrer desta vez, caso não surjam parceiros interessados em ajudar a Prefeitura para bancar o evento.

A tradicional festa que atraiu 1 milhão de pessoas na orla durante o ano passado corre o risco de não ocorrer desta vez, caso não surjam parceiros interessados em ajudar a Prefeitura para bancar o evento. Foto: Divulgação

Após ser considerada como promotora da segunda maior queima de fogos do País durante o Réveillon passado, a Prefeitura de Santos ‘passa o chapéu’ em busca de empresas interessadas em promover a festa deste ano.

Motivo: não existem recursos para bancar o evento e os principais fornecedores que costumavam patrocinar o evento estão entre os maiores credores do Município. No caso do lixo, por exemplo, a empresa responsável pela coleta, a Terracom, tem a receber mais de R$ 80 milhões.

Faltando menos de 20 dias para a virada do ano, a Secretaria de Turismo lançou um edital de chamamento público para procurar empresas parceiras interessadas em patrocinar a festa.

No entanto, no documento de 14 páginas constam tantas exigências que o empresário que realmente queira ajudar acabará desistindo por dois motivos: tempo exíguo e burocracia, sem contar os riscos de sofrer multa de R$ 100 mil caso algo não ocorra como determinado pela Prefeitura.

Além disso, a contrapartida se limita à exposição da logomarca da empresa em folhetos e faixas.

Além da parte financeira, a eventual patrocinadora deve dispor de toda a documentação em dia, como regularidade fiscal com a Fazenda Federal, FGTS, prova de regularidade fiscal com o Estado e Município, entre outros.

Alguns dos documentos, porém, podem demorar até uma semana para serem obtidos, segundo apuração da Reportagem. Não bastasse, a empresa terá que se responsabilizar por uma série de itens, como mão-de-obra para operação do evento, equipamentos de disparo, software, rádios e projeto pirotécnico, além das tendas e conteineres para área de montagem e desmontagem dos fogos, entre o total de 27 obrigatoriedades.

A prefeitura ficará responsável apenas pela disponibilização das embarcações para montagem e instalação dos fogos de artifícios.

Formas de apoio

A forma de apoio se dá por meio de fornecimentos direto ou indireto (ou seja, empresas contratadas pelas pessoas jurídicas apoiadoras). São duas cotas disponíveis, cada qual composta pelos seguintes itens.

Lote 1 – 2 cotas. Formado por 1.794 tipos de fogos dos mais variados, como torta 140 tubos de 30 mm com efeito leque com vaso dourado ponta azul e explosão dourada ou torta 132 tubos de 30 mm com efeito S com calda vermelha e explosão vermelha e branca intermitente, entre outros.

Lote 2 – 4 cotas. Formado por 598 tipos de fogos dos mais variados, como torta 100 tubos de 30 mm com efeito Z com calda azul e explosão cascata dourada ou torta de 48 tubos de 32 mm com efeitos aquáticos – Efeito Tapete (pontos) branco intermitente.

 

Contrapartida

Conforme o edital, as empresas interessadas em bancar o lote 1 terão direito à exposição da logomarca em 150 mil folderes e 20 faixas espalhadas pela orla e locais de acesso à circulação de pessoas. Já as empresas do lote 2 terão a logomarca inseridas em 100 mil folderes.

O prazo para aceitação de empresas interessadas termina no dia 19, na próxima segunda-feira. Caso existam interessadas no apoio, o tempo de preparação é exíguo. As atividades devem começar já na sexta (dia 23), com início da montagem dos fogos de artifício nas embarcações, terminando tudo no domingo, dia 31, horas antes da grande festa.

 

Outro lado

Oficialmente, nenhuma empresa havia  manifestado interesse em bancar o evento até o momento. Em nota, a Secretaria de Comunicação informa que “publicou no Diário Oficial da última sexta-feira (9 de dezembro), a abertura de edital de chamamento público para seleção de empresas interessadas em apoiar o evento “Réveillon 2017”. As propostas poderão ser apresentadas até o dia 19 de dezembro de 2016, às 17h. Após o encerramento do chamamento, a Prefeitura poderá definir os detalhes da festa. O edital completo encontra-se no link: www.santos.sp.gov.br/chamamentosetur01“.

 

2017 repetirá 2016?

Diante do sucesso da queima de fogos da virada do ano passado, a expectativa é grande em relação ao que ocorrerá neste ano, e ainda se haverá ou não queima de fogos.

Conforme vídeo divulgado no portal da Prefeitura de Santos, foram 17 minutos de queima , atraindo quase 1 milhão de pessoas às praias da Cidade. Foram 22 toneladas de fogos, em 12 balsas estrategicamente localizadas. Ao todo, foram 17 minutos de cores e formatos.

Relembre a festa do ano passado.

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.