Secretário garante que Operação Verão não será alterada na temporada | Boqnews
Foto: Diogo Moreira/ A2 Fotografia

Segurança

02 DE OUTUBRO DE 2017

Secretário garante que Operação Verão não será alterada na temporada

O secretário garantiu que o efetivo será feito por 1.017 sargentos da PM , além de policiais de outras partes do Estado, totalizando 2.702 homens e mulheres, o mesmo da operação anterior.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Com a não realização da tradicional formatura de policiais neste ano, a Secretaria de Segurança Pública vai trazer 1.017 sargentos que atuarão na Operação Verão 2017/2018, além de policiais de outras localidades do Estado. Foto: Diogo Moreira/ A2 Fotografia

Em encontro com prefeitos realizado na manhã de hoje (2) na sede da Prefeitura de Praia Grande, o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho, garantiu que o efetivo participante da Operação Verão 2017/2018 “será o mesmo do ano anterior”.

Na temporada passada (2016/2017), foram  2.702 policiais militares, sendo 2 mil atuando nas nove cidades da Baixada Santista e Litoral Sul (Guarujá, Santos, São Vicente, Praia Grande, Iguape, Cananeia, Peruíbe, Ilha Comprida, Itanhaém, Mongaguá, Cubatão e Bertioga) e 702 para Ilhabela, São Sebastião, Ubatuba e Caraguatatuba, no Litoral Norte.

A atividade ocorreu entre os dias 19 de dezembro a 5 de fevereiro. O secretário nada falou sobre qual o período da Operação para este ano. O Carnaval será entre os dias 10 e 13 de fevereiro.

O volume de policiais civis também não sofrerá alteração, conforme ele. Na última Operação Verão, foram abertas 4.152 vagas diárias, por meio de pagamento da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Civil, que remunera os policiais que trabalharem voluntariamente em seus período de folga.

 

Sem formatura

O motivo da vinda do secretário deveu-se à não realização neste ano da tradicional formatura de soldados, colocando em alerta as autoridades políticas da região.

Isso porque estes policiais costumam ser incorporados ao projeto, mas como isso não ocorrerá desta vez, provocou temor por parte dos prefeitos e foi objeto de alerta pelo presidente do Condesb – Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista, Alberto Mourão, também prefeito de Praia Grande, durante a última reunião do grupo na semana passada.

Indagado pelos jornalistas, Barbosa Filho informou que o efetivo será feito por 1.017 sargentos da Polícia Militar, além de policiais de outras partes do Estado que complementarão o efetivo de 2.702 policiais militares.

O secretário também discorreu sobre o efetivo policial para a Baixada Santista, garantindo que a defasagem de profissionais “não é tão significativa” e apontou a redução no volume de crimes na região.

No entanto, os dados da Secretaria de Segurança Pública mostram que alguns itens, como roubos, cresceram na comparação entre 2016 e 2017.

Eram, em média, 162 por dia na região de Santos (Baixada Santista e Vale do Ribeira) e hoje, com base em dados até agosto, para 170 atuais.

O secretário também destacou que o efetivo nas rodovias de acesso ao litoral será mantido e as “zonas quentes de criminalidade nas estradas” se deslocaram da região para trechos na Grande São Paulo.

Delegacias no Litoral Sul

O secretário também foi indagado pela imprensa sobre o fechamento de delegacias em Peruíbe e Mongaguá.

Fez questão de ressaltar que não houve fechamento de unidades policiais, mas deslocamento do atendimento para as delegacias-sedes. “Mas nenhum efetivo foi cortado”, garantiu.

Ele se comprometeu a voltar a se reunir com os prefeitos de ambos os municípios dentro de dois meses para verificar se – com a transferência destas unidades policiais – houve algum tipo de impacto no grau de violência nos bairros atendidos (Caraguava – Peruíbe e Jussara e Itaóca, em Mongaguá).

“Se houver qualquer piora no cenário, voltaremos a analisar a possibilidade de reabri-las”, disse, saindo logo depois da coletiva e não respondendo mais as perguntas dos jornalistas presentes.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.