Vereador pede cancelamento dos desfiles de Carnaval em Santos | Boqnews
Foto: Raimundo Rosa/PMS

Nova onda?

30 DE NOVEMBRO DE 2021

Vereador pede cancelamento dos desfiles de Carnaval em Santos

Por sua vez, Cidade registrou maior alta de internados em UTI por Covid desde 4 de novembro. Em hospitais particulares, ocupação já chega a 50%.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

O vereador Benedito Furtado (PSB) apresentou, na sessão ordinária desta terça-feira (30), um requerimento ao prefeito Rogério Santos (PSDB) solicitando o cancelamento dos festejos de Carnaval em fevereiro próximo.

Motivo:  temor de que a nova variante do Covid-19 (Ômicron) cause um novo surto no mundo.

Furtado acredita que o cancelamento dos tradicionais desfiles de blocos, bandas de rua e escolas de samba é essencial para a não propagação do coronavírus, que já matou aproximadamente 615 mil pessoas no Brasil.

Na Baixada Santista, Guarujá foi a primeira cidade a anunciar que não irá realizar a mais tradicional festa popular brasileira no próximo ano.

Salvador, outra grande cidade turística, também cancelou suas festividades em respeito às milhares de vidas perdidas.

Leitos

Ainda que a taxa de ocupação geral dos leitos esteja em 28%, chama a atenção que a metade dos leitos particulares Covid-19 já está ocupada.

Por sua vez, dos 128 leitos de UTI disponíveis, a ocupação chega a 34%.

Na rede SUS, taxa de 21% e na rede privada, 50%.

Assim, trata-se da maior taxa de internados em casos graves desde 4 de novembro, quando dos 120 leitos de UTIs, 36% estavam ocupados – 34% SUS e 38% na rede particular.

Nesta terça-feira (30), a Prefeitura de Santos recebeu 90 notificações de covid-19 entre os munícipes.

Portanto, o número de casos acumulados passou de 55.686 para 55.776.

Um total de 51.635 pessoas já se recuperou da doença desde o início da pandemia.

Um novo óbito foi confirmado.

Refere-se a uma mulher, de 60 anos, falecida em 29 de novembro.

Assim, o município de Santos registra 2.169 óbitos em residentes desde o início da pandemia.

Dessa forma, índice equivalente a 0,5% da população.

Não bastasse, aumentou o número de pessoas internadas na rede de saúde de Santos de 60 para 65 (+8,3%).

Por sua vez, houve aumento também no número de internados nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), voltados para os casos mais graves, de 40 para 43 (+7,5%).

Assim, mesmo número desde 4 de novembro em relação a casos graves.

Uso de máscara para proteção contra o novo coronavírus continuará obrigatório ou não a partir do dia 11?

Revisão

O governador de São Paulo, João Doria, solicitou ao Comitê Científico do Governo do Estado uma nova avaliação sobre a necessidade do uso de máscaras em ambientes abertos, após a confirmação de dois casos em São Paulo (um casal vindo da África) com a variante Ômicron do coronavírus.

Dessa forma, o parecer deve ficar pronto na próxima semana, após reunião do grupo formado por médicos.

No último dia 24, o Governo de São Paulo anunciou a flexibilização do uso de máscaras em áreas abertas, a partir de 11 de dezembro.

Assim, a flexibilização do uso de máscaras em espaços abertos foi anunciada após orientação do Comitê Científico do Estado e em dados positivos de avanço da vacinação e do cenário epidemiológico.

Dessa forma, o uso das máscaras continuará obrigatório em ambientes fechados e no transporte público.

O Estado de São Paulo tem hoje 75,8% da população com esquema vacinal completo, ou seja, com duas doses do imunizante do Butantan/Coronavac, da Fiocruz/Astrazeneca/Oxford e Pfizer/BioNTech, além da dose única da Janssen.

Se considerada apenas a população adulta, SP tem hoje cerca de 93,7% das pessoas vacinadas.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.