Foto: Raimundo Rosa

Cidades

02 DE OUTUBRO DE 2019

Zona Azul digital começa funcionar em Santos nesta quarta

O bilhete físico em uso hoje será substituído gradativamente, sendo aceito até 2 de novembro

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Santos passa a contar com estacionamento rotativo digital a partir desta quarta-feira (2).

Com o novo modelo, será possível adquirir por meio de loja virtual (APP Zona Azul Digital), internet (www.zae.com.br/santos) e lojas físicas (identificadas junto às placas de regulamentação), tíquetes eletrônicos para o uso de vagas nas áreas de zona azul em centros comerciais da Cidade.

O bilhete físico em uso hoje será substituído gradativamente, sendo aceito até 2 de novembro.

Gerenciada pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Santos), a Zona Azul Digital será operado pela Serttel Soluções em Mobilidade e Segurança Urbana Ltda, empresa vencedora da licitação. 

O tíquete eletrônico será comercializado pelo mesmo preço do bilhete convencional em uso.

Conforme prevê o contrato, o valor será mantido por um ano.

Os valores são: R$2,50 para o período de uma hora; R$ 3,75 para 1h30 e R$ 5,00 para 2h (tempo máximo de uso da vaga). 

 

Ampliação

Atualmente, há 1.374 vagas de estacionamento rotativo distribuídas pelo bairros da Cidade.

Como, por exemplo, Centro, Gonzaga, Boqueirão, Vila Mathias.

Além de eixo da Rua Carvalho de Mendonça.

“Mais 375 serão criadas com a Zona Azul Digital”, revelou o prefeito Paulo Alexandre Barbosa, ao apresentar o novo modelo, na tarde desta terça-feira.

Ele destacou outros ganhos com a implantação do sistema informatizado.

“O usuário terá um serviço de mais qualidade. Operadores que hoje atuam no estacionamento rotativo passam a atuar no trânsito, em operações para maior fluidez do tráfego”.    

 

Benefícios

Entre os benefícios com a introdução do novo sistema, estão a agilidade na busca das vagas.

Ainda há ampliação do tempo de uso sem a necessidade de retornar ao veículo.

Com a renovação de créditos pelo aplicativo.

Detalhe: um alerta será acionado 15 minutos antes de expirar o tempo de permanência.

Com o modelo digital, também não haverá mais o problema de erros de preenchimento (número da placa) de bilhetes ou de campos raspados indevidamente.

O que gera multa ou a inutilização do cartão.

 

Flanelinhas

A substituição gradual do talonário físico para o crédito virtual também eliminará a atuação irregular de flanelinhas, que cobram preços abusivos pelo bilhete e fazem reservas não autorizadas das vagas.

Assim, tornará o sistema mais seguro.

A falsificação de cartões, já cada vez menos frequente, também terá fim com o uso da tecnologia.

 

Agentes

Parte dos operadores de tráfego que atuam de forma dedicada no sistema regulamentado.

Realizando a venda de cartões e o controle do uso dos espaços, será direcionada para atividades diversas como as que visam a melhoria da fluidez, o atendimento a ocorrências e monitoramento do viário.

A informatização do estacionamento rotativo permitirá à CET pleno controle da operação e do monitoramento do sistema.

Veículos equipados com recursos de OCR (faz a leitura de placas e identifica veículos que estão irregulares) vão monitorar as áreas de Zona Azul.

Sendo localizado algum veículo em situação irregular, será acionado operador de trânsito da CET em serviço na área para efetuar a fiscalização no local. 

 

Serviços

Além da implantação do modelo eletrônico, a empresa contratada pela companhia arcará com todos os custos do funcionamento (equipamentos, programas, funcionários etc.).

Também providenciará a revitalização da sinalização (horizontal e vertical).

Contará com serviços de pintura e instalação de placas de acordo com da legislação de trânsito, nas áreas com vagas de regulamentado.

E mais: fará a manutenção regular dos locais sinalizados.

  

Campanha educativa vai informar a população

Com a ativação do modelo eletrônico, também já será deflagrada ampla campanha educativa, a cargo da empresa contratada.

Portanto, informando a população sobre as formas de utilização.

O uso de cartões físicos será permitido até 2 de novembro pela CET-Santos.

Após esse prazo, haverá campanha visando a migração do valor dos bilhetes para créditos no aplicativo.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.