CinemAqui no Boq
Vinicius Carlos Vieira

Saiu da faculdade de jornalismo e descobriu que não sabia fazer mais nada a não ser escrever sobre cinema. Resolveu virar crítico. Hoje, é editor e crítico do site Cinema Aqui (@cinemaqui), além de ser produtor do Nerd Cine Fest. No twitter pode ser encontrada no @vinicvieira

A Autópsia

Filme começa bem, mas se deixa levar por erros comuns do gênero. Confira a crítica.

10 de maio de 2017 - 02:21

Compartilhe

bannerTalvez existam poucos lugares mais assustadores do que um necrotério, A Autópsia sabe bem disso e na maior parte do tempo faz até bem uso disso, mas ao rumar para um final pouco interessante, joga fora boa parte do começo promissor.

O começo empolgante passa logo de cara por um trabalho certeiro do diretor finlandês André Ovredal. Primeiro de tudo ele acerta no clima, diminuindo o ritmo dos instantes iniciais e criando um retrato lento de um misterioso massacre em uma casa típica dos Estados Unidos. Mas esse clima termina com um desconhecido corpo meio enterrado no sótão.

E quem precisará desvendar e entender onde ele se encaixa no resto da cena do crime são pai e filho (Brian Cox e Emile Hirsch), dois legistas locais que acabam descobrindo que essa defunta desconhecida tem muito mais segredos do que imaginam e em pouco tempo fenômenos estranhos começam transformar a autópsia. que era simples, em um pesadelo.

Enquanto tudo parece misterioso e sem se revelar, o espectador mergulha nesse suspense e A Autópsia vai mais que bem, porém, quanto mais esses mistérios vão se revelando, menos interessante as conclusões vão se mostrando e o caminho em direção ao final vai se revelando comum e preguiçoso. O que começa com um monte de dúvidas acaba com alguns mortos zanzando pela névoa.

E não pergunte a respeito da névoa, são justamente essas decisões que atrapalham mais o filme, que parece preferir o susto fácil, o acorde alto e uma série de desculpas esfarrapadas para deixar todos no escuro. Uma ideia que só não é pior do que a da névoa/fumaça.

Pelo menos, A Autópsia funciona bem com seus personagens, o que dá uma sobrevida aos acertos antes do desastre. E isso principalmente por apostar em uma dupla crível, que realmente não tentam ser descrentes diante de reviravoltas sobrenaturais. Infelizmente em pouco tempo eles se pegam dentro de um filme de terror comum e igual a mais um monte de outras produções do gênero.

Ruim para eles, pior para o espectador que precisará acompanhar seus caminhos até o final desinteressante e que não se dá nem ao trabalho de criar uma rima visual com o começo do filme. Deixando que o filme se torne só mais um, ainda que tivesse total capacidade de se destacar se seguisse sua inspiração inicial ao invés de seus erros posteriores.

Críticas desse e de outros filmes, lançamentos e trailers você pode encontrar no CinemAqui. E quer ficar por dentro de tudo que acontece no mundo do cinema, estreias e últimos trailers, então cadastre-se no NewsAqui.