Coluna 3
Jairo Sergio de Abreu

Largada

Falta um ano para as eleições para o Executivo e Legislativo. No entanto, os grupos políticos já começam a se movimentar nos bastidores pensando no próximo pleito

21 de outubro de 2019 - 14:06

Compartilhe

Apesar da realização de pesquisas eleitorais – algumas publicadas parcialmente, outras de caráter privado-, o levantamento Enfoque/Boqnews divulgado nesta edição oficializa o pontapé da corrida eleitoral, a ocorrer em outubro do próximo ano.

 

 

Nem tão distante assim

Se para a maioria das pessoas, trata-se de uma data longínqua, para os políticos, não.

Afinal, os bastidores eleitorais já fervem e diversos nomes surgem como pré-candidatos.

 

Fiel da balança I

Ainda que dentro de um cenário a se confirmar, é possível assegurar que o deputado Kenny Mendes (Progressista) será o fiel da balança da próxima eleição.

Colocando ou não seu nome nas urnas. O parlamentar ainda não decidiu se será ou não candidato.

 

 

Fiel da balança II

Uma corrente é favorável e defende a entrada dele na disputa. Por sua vez, há o temor que ao abandonar o mandato, Kenny descontente parcela do seu eleitorado que o escolheu no ano passado, quando obteve 117.567 votos (55% em Santos).

 

Preterido

Ao que parece, não será ainda desta vez que as cidades da Baixada Santista receberão a atenção merecida do Governo do Estado.

Levantamento da empresa santista Data Center Brasil revela que, nos nove meses iniciais da administração João Doria, foram encaminhados à Baixada Santista apenas 0,55% dos recursos do Estado.

 

Preteridos II

O estudo indica que, no ano passado, este índice médio foi de 0,61% dos dispêndios estaduais e, na última década, 0,59%, sendo que a Baixada Santista representa 4,05% dos principais indicadores sociais e econômicos paulistas.

Nesse período, segundo o levantamento, mais de R$ 70 bilhões deixaram de ser repassados à região.

Insurgente

O deputado Jr. Bozzella (PSL) optou por integrar o grupo de insurgentes contrários à tentativa do presidente Jair Bolsonaro de destituir as atuais lideranças de seu partido, em âmbitos nacional e estadual. O racha no partido não beneficiará qualquer das partes.

 

 

Toque de caixa I

Um dia após ter coordenado a audiência pública que discutiu o futuro do Centro de Atividades Turísticas (CAT), que está sendo erguido na Ponta da Praia, o vereador Sadao Nakai (PSDB) foi surpreendido com a notícia que o PL 282/2019 será votado, em primeira instância, na sessão da Câmara desta segunda (21), após a obtenção dos votos necessários.

O projeto prevê a autorização de cessão do empreendimento em construção para a iniciativa privada.

 

 

Toque de caixa II

Durante a sessão de quinta (17), Sadao usou a tribuna para alertar os riscos decorrentes da urgência em autorizar o repasse à iniciativa privada de um empreendimento que sequer está pronto e sem estudo de viabilidade econômica.

A prefeitura alega que precisa agilizar a transferência para que não seja prejudicado o calendário de eventos da Cidade.

 

Teve tempo

Sadao refuta a posição oficial. E lembra que o acordo firmado pelo Grupo Mendes e a Prefeitura foi assinado há um ano e somente no último dia 4 foi acordada a parceria para a realização de estudos com o Santos Convention Bureau.

 

Andar em paralelo

Líder do governo na Câmara, Adilson Jr (PTB) lembra que o projeto está na Casa há um mês, “tempo suficiente para os edis analisarem”.

Ele não vê problemas no Legislativo autorizar a cessão, mesmo que o SPU ainda analise o pedido da Prefeitura mudando a outorga gratuita para onerosa (locação).

Para Jr, tais ações podem ‘andar em paralelo’.

 

Contras

Mas no pacote de novidades, uma delas afetará os motoristas. No acorais 1.374 para 1.749, acréscimo de 375 (27%).

Expansão

O aumento ocorrerá com a expansão do ER no Gonzaga, Vila Mathias e Ca a ampliação do serviço para outros locais.

Ebulição

Em meio a acusações envolvendo membros teser que seja o resultado trará consequências negativas.

 

Situação lamentável

As péssimas condições encontradas na dentro dos sanitários.

 

Defesa

O presidente da Câmara, Rui De Rosas em troca da ampliação do contrato de exploração do sistema Anchieta-Imigrantes.

 

Trampolim

O pleito dubro. A conferir.

 

Quem Responde?

Será…
que o PSL de hoje caminha para ser o PRN, do então presidente Fernando Collor, de ontem?

 

Frase

“Um governo composto de cínicos é frequentemente mais tolerante e humano. Mas, quando os fanáticos tomam o poder, não há limite para a opressão.”

Henry Louis Mencken
jornalista norte-americano