Ordem Rosacruz
Ordem Rosacruz

Coluna produzida pela entidade de estudos filosóficos

MANIFESTO Positio Fraternitatis Rosae Crucis – Parte IX

Contiuação no Manifesto Positio Fraternitatis Rosae Crucis - parte IX

14 de abril de 2020 - 13:57

Compartilhe

Quanto à arte, consideramos que ela seguiu, durante os séculos passados, e mais particularmente durante as últimas décadas, um movimento de intelectualização que a levou a uma crescente abstração.

Esse processo cindiu a arte em duas correntes opostas: uma arte elitista e uma arte popular.

A arte elitista é precisamente aquela que se expressa através do abstrato e cuja compreensão está o mais das vezes limitada àqueles que se dizem iniciados ou que se diz que são iniciados.

Por uma reação natural, a arte popular se opõe a essa tendência, acentuando sua maneira de traduzir o concreto, às vezes de forma excessivamente figurativa.

Mas, por paradoxal que isso pareça, ambas mergulham cada vez mais na matéria, tanto é verdadeiro que os extremos se tocam.

Assim foi que a arte se tornou, estrutural e ideologicamente, materialista, à imagem da maioria dos campos da atividade humana.

Hoje em dia ela traduz mais os impulsos do ego do que as aspirações da alma, o que lamentamos.

Acreditamos que a arte verdadeiramente inspirada consiste em traduzir no plano humano a beleza e a pureza do Plano Divino.

Particular, barulho não é música; borradela não é pintura; trituração não é escultura; extravasamento não é dança.

Quando não são efeitos da moda, são meios de expressão que traduzem uma mensagem sociológica que seria um equívoco negligenciar. Pode-se naturalmente apreciar essas coisas, mas parece-nos inconveniente qualificá-las como artísticas.

Para que as artes participem na Regeneração da Humanidade, consideramos que elas devem colher sua inspiração nos arquétipos naturais, universais e espirituais, o que implica que os artistas “se elevem” a esses arquétipos, em lugar de “descerem” aos estereótipos mais comuns.

Paralelamente, é absolutamente necessário que as artes se dêem uma finalidade estética. Tais são, para nós, as duas principais condições a reunir para que elas contribuam realmente para a elevação das consciências e sejam a expressão humana da Harmonia Cósmica.

Continua…

Propósito da Antiga e Mística Ordem Rosacruz – AMORC

A Ordem Rosacruz, AMORC, é uma Organização místico-filosófica mundial, não-religiosa, não-lucrativa, cultural, educacional e apolítica, destinada ao autoaperfeiçoamento do ser humano, visando o despertar de seus poderes interiores, para uma vida mais plena e integral, em paz e harmonia.

A Ordem conserva um conjunto de técnicas milenares, mas sempre atualizadas, comprovadas pelo tempo e capazes de promover este despertar.

A AMORC integra em seu quadro pessoas de todas as raças, idades, posições sociais e sexos, em clima de perfeita liberdade de pensamento.

Guiar o ser humano rumo à sua própria liberdade interior, na comunhão consciente com o Universo, por meio do autoconhecimento, é a meta da AMORC.

Você está convidado a participar de nossa exploração das leis universais que regem a humanidade e o universo.

Conheça mais sobre a AMORC!
Serviço:
Ordem Rosacruz, AMORC – Site: www.amorc.org.br (em Início, clique em O Domínio da Vida ou Câmara Externa e conheça mais sobre a Ordem Rosacruz. Você pode até experimentar os estudos!)
E-mail: rosacruz@amorc.org.br
LCB