Dez do Manduca
Armando Gomes

Jornalista e apresentador do programa Esporte por Esporte

Nem Branca de Neve salvaria

Veja tudo sobre o esporte regional nas Dez do Manduca

17 de junho de 2016 - 20:16

Compartilhe

Nem mesmo a Branca de Neve salvaria seu anão predileto. Dunga começou a cair quando aceitou voltar. O resgate moral da seleção brasileira após o vexame da última Copa seria difícil e demorado, mas mesmo assim aceitou voltar. Dunga perdeu seu fiel companheiro e antigo espírito santo de ouvido, Jorginho. Hoje, Jorginho é técnico do Vasco, e faz um belo trabalho, enquanto Dunga agarrou-se a Gilmar Rinaldi.

2. Escolha ruim
Escolheu mal, pois não era a figura indicada e toda crônica esportiva brasileira criticou o fato. Gilmar, desde que deixou a carreira de futebolista, passou a ser empresário e lidar com clubes e dirigentes. E foi aí que a coisa pesou. Ninguém poderia supor que Gilmar Rinaldi se desvincularia da carreira de empresário tão rápida e abruptamente. Alguém acreditou? Portanto, Dunga não teve nenhum suporte. Como diz o meu querido amigo Carlinhos da Padoca: ‘Quem segura ou demite técnico é resultado’, e é mesmo verdade. Não havia mais clima para Dunga. Nessa, nem Branca de Neve ou seus seis irmãos o salvariam.

3. Estátua
Já está saindo do papel a Estátua do Zito em frente à Vila, que ficará em uma nova praça. Ação idealizada pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa que colocará uma estátua de seis metros do eterno capitão no local.

4. Volta de Alex
O zagueiro Alex, bicampeão brasileiro pelo Peixe 2002/2004, está de volta ao CT Rei Pelé para fazer fisioterapia. Como fica com o contrato livre a partir do dia 30, o Santos FC conversa com o atleta tentando viabilizar seu retorno. Com sua chegada, dos outros reforços e a permanência de Ricardo Oliveira, Lucas Lima e Gabigol, o Peixe passa a ter o melhor elenco do País.

5. Não assinaram
Muitos dos conselheiros que aparecem entre os 117 que assinaram manifesto contra a gestão do clube afirmam “à boca pequena” que seus nomes foram inclusos no manifesto sem a devida autorização.

6.Por que não reclamam?
Esses conselheiros não reclamam publicamente por receio de sofrer retaliações. O interessante é que entre os nomes constam conselheiros honorários (sem direito a voto), inadimplentes, ausentes na reunião da aprovação das Contas de 2015 (motivo do manifesto), e principalmente os que assinaram a lista de presença e não votaram. A maioria dos 117 nomes está nesta situação pelo que a coluna apurou.

7. Barletta fora
Vice-presidente do egrégio Conselho Deliberativo do Santos FC, Florival Amado Barletta, pediu demissão do cargo. Com extensa folha de serviços prestados ao Santos FC, Barletta saiu em virtude de questões pessoais. A eleição para definir o novo nome da Mesa do Conselho será na quinta (23). Nos bastidores, conselheiros pensam que deve ser um nome com experiência similar ao do Barletta. Entre os citados estão José da Costa Teixeira, Rubens Marino, Adilson Durante e Alaor Baizi.

8. CG
No Conselho Deliberativo na próxima quinta-feira (23), também será aprovada a saída de Andres Rueda do Conselho Gestor, fruto da citação de seu nome no relatório da Comissão Fiscal. Em seu lugar, vai entrar o empresário Marcio Costas.

9.Merecida homenagem
Muito bonita e merecida a homenagem ao Rei Pelé com a comenda da Ordem Olímpica do Comitê Olímpico Internacional (COI) entregue ao Rei pelo presidente do COI, Thomas Bach, no Museu Pelé na quinta-feira (16). Pelé fez questão de receber a comenda em Santos e no seu museu.

10. Paz selada
Nos bastidores da homenagem, a imagem que mais se comentou foi o abraço caloroso de Pelé em Modesto Roma Júnior, presidente do Santos FC. Pelé e Santos FC discutem problemas na Justiça causados pelo contrato que o ex-presidente Odílio Rodrigues fez com o Rei do Futebol.

#DeusExiste!