Agora é Com Você!
Rubens Amaral

Médico e apresentador do programa Agora é Com Você - Santa Cecília TV

A nova consulta para o controle da hipertensão

12 de abril de 2014 - 15:19

Compartilhe

Um dos maiores desafios da saúde pública, há muito tempo, é o controle da hipertensão, ou seja, manter os pacientes portadores da mesma com a pressão nos chamados níveis de normalidade.

A medicina convencional vem perdendo essa luta no Brasil e no mundo. Nossa taxa de controle não ultrapassa a faixa dos 20%, ou seja, das pessoas que tomam medicamentos para hipertensão menos de 20% ficam com a pressão controlada. Isto é uma tragédia terapêutica porque a hipertensão é importante causa de Acidentes Vasculares Cerebrais, Infarto do Miocárdio, Insuficiência Cardíaca, Insuficiência Renal Crônica.

A culpa não é dos pacientes nem dos médicos. A culpa é do sistema de saúde que não se moderniza, não inova, não quebra paradigmas e secomporta,por exemplo, em termos de consulta médica, como há 100 anos.

Há cerca de 15 anos propus para um “plano de saúde” a consulta em grupo, mas eles nem me deram bola. Hoje podemos constatar que na Universidade da Virgínia nos Estados Unidos a consulta em grupo se mostra como uma valiosa opção no controle da hipertensão e doenças crônicas em geral.

“A impressão é que havia um elefante sentado no meu peito”, explicou o paciente. O médico assentiu, mostrando que entendia. Mas não era o único ali que meneava a cabeça. “Pode me incluir nesse time, também”, brincou outro paciente. .A cena se passa no Club Red, um programa criado por um centro médico universitário nos Estados Unidos, o Universityof Virginia Health System (UVA). É, basicamente, uma consulta médica em grupo — inovação radical na prestação de cuidados cardíacos preventivos. Normalmente, uma consulta com um cardiologista no UVA dura meia hora. No esquema do Club Red, o paciente pode escolher entre a consulta individual e uma consulta em grupo que dura 90 minutos e na qual é atendido pelo médico junto com até mais 11 pessoas”.

Todos ganham, então o sistema de saúde ganha qualidade.

Os planos pagam menos por consulta e os médicos ganham mais pelas consultas. Simples assim. Ao invés de ficar atendendo paciente por paciente o médico se dispõe, durante cerca de 2 horas, a se reunir com 10 a 12 pacientes para discutirem, compartilharem situações, crenças, sentimentos, opiniões,dúvidas e dificuldades. O objetivo é desmistificar conceitos errados e oferecer a informação de forma clara e objetiva de tal maneira que todos tomem posse do conhecimento e o transformem em comportamento.

Não estamos abandonando a consulta individual, estamos oferecendo uma nova, moderna e eficaz estratégia nocontrole da hipertensão.

Bom para quem é hipertenso e bom para quem paga a conta. Mais vida e saúde para o hipertenso, mais retorno sobre o investimento para o plano de saúde.

Outra boa notíciaé para aqueles pacientes que gostariam de consultar aquele médico particular. Informo que o custo deste tipo de atendimento cai para cerca de 10% a 20% do valor da consulta, o que pode então se tornar acessível.

Assim, novamente encorajado pelas coisas que sempre acreditei estou lançandoeste programa na minha Clínica/Escola com o nome de “Oficinas de Hipertensão”. Consultas semanais em grupos para a prevenção e controle da hipertensão.

Vouoferecer o que as pessoas querem, precisam e merecem aumentando o número de pacientes que se beneficiam, efetivamente, do tratamento da hipertensão. Vou ensinar tudo que estudei, aprendi e pratiquei nesses meus 37 anos de profissão. Vamos reduzir os riscos das complicações a que os pacientes hipertensos estão expostos, como: AVC, Infarto, Insuficiência Cardíaca e insuficiência Renal Crônica.

Aproveito para convidar todos para assistirem uma palestra gratuita sobre o método na minha Clínica/Escolano dia 26 de abril, sábado, às 10 horas. Vagas limitadas. Faça sua reserva: Tel. 3224-4222 ou por e-mail:renata@rubensamaral.com.br

Bem, agora é com vocês. Transformem o conhecimento em comportamento.