Sol Nascente
José Adelson

Professor de língua japonesa e jornalista.

Pelo fim das armas nucleares

Japão - A saga e a sabedoria de um povo

02 de novembro de 2015 - 16:00

Compartilhe

solnascentenetO prefeito da cidade de Hiroshima, do Japão, Kazumi Matsui, presidente da Rede Internacional pela Paz, visitou a cidade de Santos no dia 24 de outubro e esteve na OAB / Santos, onde proferiu palestra sobre a Bomba Atômica de Hiroshima e a necessidade da conscientização sobre o desarmamento nuclear e a propagação da paz no mundo.

Matsui falou sobre os esforços que sua administração tem feito para alcançar essa missão, trabalhando seus objetivos junto às Nações Unidas e que está desenvolvendo diversas iniciativas em prol do desarmamento das armas nucleares. O prefeito quer difundir ainda mais essa campanha encampada pela Rede Internacional de Prefeitos pela Paz.

O principal propósito é abolir as armas nucleares até o ano de 2020. Essa é a missão da Visão 2020, da Rede Internacional, criada em 1982 pelas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki destruídas pelas bombas atômicas lançadas pelo EUA, há 70 anos completados no dia 6 de agosto último. Em sua apresentação, Matsui mostrou, por meio de relatos e imagens, os estragos que a bomba causou em sua cidade.

Filho de uma Hibakusha – palavra japonesa para definir um sobrevivente da bomba atômica – Matsui nasceu cinco anos após a tragédia e lembrou que aproximadamente 140 mil pessoas morreram naquele ano pelos efeitos da bomba.

Matsui, em seu discurso na OAB, disse que em 2016 o Japão reunirá a cúpula do G7 – grupo formado pelos sete países mais ricos do mundo – e que a sua missão é a de mostrar aos líderes toda a experiência que seu povo vivenciou: “No início houve ódio, mas os responsáveis pelo lançamento da bomba atômica já morreram e o desejo das pessoas que sofreram com essa explosão é que isso jamais se repita. A abolição das armas nucleares deve ser uma luta de todos que conhecem o que realmente aconteceu”, salientou Matsui.

O prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, um dos líderes mundiais do movimento, afirmou que tem feito ações contínuas em prol dessa missão junto com outras cidades que representa na Rede Internacional, colocando Santos à disposição para ser sede de uma das reuniões dos líderes mundiais.
Estiveram presentes na solenidade muitas pessoas influentes, entre elas o vereador Sadao Nakai, representando a comunidade nipônica de Santos, e Jorge Ajifu, presidente da Associação Japonesa de Santos.

Príncipe Akishino está no Brasil
O príncipe Akishino, filho mais novo do imperador Akihito, do Japão, e sua mulher Kiko, já estão no Brasil, onde ficarão no País até o dia 8 de novembro para comemorar o 120º Aniversário do estabelecimento das relações bilaterais entre os dois países, informou o governo japonês.

O casal comparecerá a uma cerimônia para comemorar o aniversário do Congresso Nacional, em Brasília, onde fará uma visita de cortesia a presidente Dilma Roussef, segundo detalhou a agência da Casa Imperial do Japão.

Os príncipes iniciaram a viagem por São Paulo, onde foram recebidos por autoridades, e depois seguirão para o Rio de Janeiro. Durante a visita, Akishino fará discurso com foco no fortalecimento das relações bilaterais, além disso, o casal real se reunirá com integrantes da Comunidade Nipo-brasileira.

Akishino viajou pela última vez ao Brasil em 1988 para assistir a cerimônia que marcou o 80º Aniversário da chegada ao país do Kasato Maru – navio que trouxe os primeiros imigrantes japoneses ao país. Atualmente, o Brasil abriga a maior comunidade japonesa-Nikkei fora do Japão, com cerca de 1,5 milhões de pessoas. Akishino, 49 anos, é o filho mais novo do imperador Akihito e segundo na linha sucessória ao Trono do Crisântemo.

No 120º Aniversário das relações bilaterais, a embaixada do Brasil em Tóquio organizou um programa de eventos culturais iniciado em abril e que se prolongará até o final de ano com mostras de Artes Visuais, Arquitetura, Música, Gastronomia e Teatro.