Após troca na presidência, Ferrari já foca no carro de 2015 | Boqnews
Foto: Divulgação

Fórmula 1

17 DE SETEMBRO DE 2014

Após troca na presidência, Ferrari já foca no carro de 2015

A equipe italiana ocupa a quarta colocação no Mundial de Construtores, com 162 pontos. Mercedes lidera, com 454

Por: Tatiana Cunha
Folhapress

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Depois da recente troca de comando na presidência da Ferrari, com a saída de Luca di Montezemolo e a chegada de Sergio Marchionne, a escuderia italiana começa agora a mudar seu foco na pista.

Sem vencer uma corrida há mais de um ano e meio e tendo o segundo lugar de Fernando Alonso no GP da Hungria como melhor resultado nesta temporada da F-1, a escuderia italiana passará a se focar no desenvolvimento do carro de 2015, já a partir deste final de semana, quando será disputado o GP de Cingapura, 14ª etapa do Mundial.

“A esta altura do campeonato, o foco da nossa fábrica está começando a ir para o carro de ano que vem. Mas há muito para aprendermos durante os treinos, por isso traremos alguns componentes específicos que serão usados no ano que vem para testar agora”, afirmou Pat Fry, diretor dos engenheiros da Ferrari.

A equipe italiana ocupa a quarta colocação no Mundial de Construtores, com 162 pontos -a Mercedes lidera, com 454 pontos já conquistados. Depois de uma péssima apresentação na Itália, diante de seus fãs, quando Alonso abandonou a prova e Kimi Raikkonen completou apenas na nona colocação, a escuderia italiana busca um bom resultado neste final de semana em Cingapura para apagar a má impressão deixada na última etapa do campeonato.

“Depois de duas corridas em circuitos com pouca carga aerodinâmica, como Spa e Monza, vamos agora para Cingapura, que está do outro lado do espectro. Esta é uma pista que requer bastante carga aerodinâmica e na qual usaremos os pneus macios e supermacios num circuito com características similares às de Mônaco”.

E, apesar de ser uma corrida noturna, as altas temperaturas em Cingapura serão um teste a mais para a confiabilidade dos carros, acredita Fry. “Os sistemas de refrigeração para o motor e o sistema de recuperação de energia serão bastante exigidos. Além disso, o fato de ser uma pista travada, com muitas freadas irá exigir bastante também dos freios, especialmente dos dianteiros”, completou o dirigente ferrarista.

Os primeiros treinos livres para o GP de Cingapura acontecem nesta sexta (19), a partir das 7 horas. A classificação, no sábado (20), será às 10 horas , e a corrida, no domingo (21), tem largada prevista para as 9 horas.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.