‘Febre’ do álbum da Copa do Mundo vai começar com figurinhas custando o dobro | Boqnews
Foto: Divulgação

Esportes

12 DE AGOSTO DE 2022

‘Febre’ do álbum da Copa do Mundo vai começar com figurinhas custando o dobro

Valor de cada pacotinho de figurinhas custará R$ 4; o dobro do preço cobrado durante a Copa do Mundo da Rússia, em 2018

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

O álbum de figurinhas da Copa do Mundo é tradição, não importa a idade, os colecionadores correm para as bancas de jornais para comprar os pacotes e neste ano não será diferente. O lançamento da venda física tanto para o álbum como para os pacotinhos de figurinhas começam nos próximos dias, em todo o Brasil.

Vale destacar que a pré-venda online já foi iniciada. Dessa forma, o colecionador pode garantir o álbum tradicional da Copa do Catar, que custa R$ 12 ou o livro de capa dura que inicialmente terá um preço superior a R$ 40.

Bolso

Se tem algo que o colecionador vai precisar para completar o álbum de figurinhas da Copa do Mundo do Catar é preparar o bolso. O preço dos pacotinhos custará R$ 4, ou seja, o dobro do valor cobrado na última Copa do Mundo, em 2018.

Assim, o consumidor vai precisar desembolsar mais de R$ 500 para ter todas as figurinhas. O economista Dênis Castro explica que o álbum está mais caro por conta da desvalorização cambial. “A empresa que realiza a produção do livro é internacional e faz a política de preço com base no dólar”, destacou.

Ele afirmou que o real tem se desvalorizado muito nos últimos anos, com isso os produtos nacionais estão cada vez mais baratos para os estrangeiros, enquanto os produtos importados tem tido uma grande elevação, caso do álbum de figurinhas.

Expectativa

Apesar do preço salgado, a expectativa é grande entre os colecionadores. O jornalista Caio Bibiano, 25 anos, completou todos os álbuns da Copa do Mundo desde 2006. Ele cita que mesmo com um preço elevado, vale a pena ter o produto. “Quem ama o futebol certamente não se arrepende de colecionar o álbum. Com o passar dos anos, você lembra de toda nostalgia da Copa que acaba marcando nossas vidas”, citou.

“Uma das melhores lembranças é recordar os tempos de colégio, quando eu trocava as figurinhas com meus amigos”, complementou. Caio espera que este ano, enfim, possa ter um álbum com o Brasil campeão, já que em todas as edições de Copa do Mundo que ele colecionou o livro, a Seleção sequer chegou na final.

Gustavo Santos, 23 anos, também coleciona o álbum da Copa desde 2006, ou seja, ele já vai ter o quinto livro ilustrativo. “O álbum da Copa é um vício para quem gosta de futebol”, reiterou. Ele afirma que já esperava um preço salgado nos pacotinhos diante da atual situação do País, mas ficou surpreso com o valor de R$ 4.

Santos

Toda cidade tem um ponto em onde colecionadores trocam as figurinhas. Em Santos, o principal local de encontro é no Gonzaga, próximo à Praça da Independência.
Durante todo o período de comercialização do álbum, as pessoas com figurinhas repetidas correm para o local com intenção de trocar os cromos e assim completar o álbum.

Curiosidades

O álbum da Copa do Mundo traz uma série de curiosidades. Dentre as principais é que nem sempre o jogador que está no álbum jogará o Mundial. Em 2010, por exemplo, os craques Adriano e Ronaldinho Gaúcho marcaram presença no livro, mas ficaram de fora da lista do técnico Dunga.

Outra curiosidade é a comercialização de figurinhas soltas entre autônomos. Jogadores como Cristiano Ronaldo, Messi, Neymar, Lewandowski e Mbappé têm um preço mais elevado em relação aos outros. Vale destacar que ‘figurinha de atleta menos conhecido também completa o álbum’.

Também existem aqueles colecionadores que acreditam na superstição. Uma das mais famosas é comprar pequenas quantidades de pacotes de figurinhas em diferentes bancas pela cidade, visando diminuir a possibilidade de cromos repetidos e assim completar o álbum com mais agilidade.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.