Palmeiras confirma 11º título e amplia ranking de maior campeão nacional | Boqnews

Brasileirão

02 DE NOVEMBRO DE 2022

Palmeiras confirma 11º título e amplia ranking de maior campeão nacional

Com a derrota do Internacional para o América MG, o Palmeiras confirma seu 11º título brasileiro, ampliando sua rol de conquistas.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

A taça do Campeonato Brasileiro de 2022 já conhece o caminho de casa: a Sala de Troféus do Maior Campeão do Brasil.

Com a derrota do Internacional para o América-MG por 1 a 0, em Belo Horizonte (MG), o Palmeiras confirmou na tarde desta quarta-feira (2) seu 11º título da principal competição nacional e registrou uma campanha histórica.

Líder desde a 10ª rodada, invicto há 19 jogos e sem perder como visitante até o momento, a equipe de Abel Ferreira ganhou mais um título do Brasileirão, o primeiro do técnico.

Coincidência ou não, hoje completam-se dois anos da chegada de Abel Ferreira ao Palmeiras.

Sua história à frente do clube é digna de elogios: 2 taças Libertadores, 1 Copa do Brasil, 1 Paulista, 1 Recopa e agora o Brasileiro.

O hendeca foi garantido com três rodadas de antecedência.

Consistente e regular, o Palmeiras é o time com mais vitórias (21, seguido pelo Flamengo, com 18), menos derrotas (duas, seguido pelo Internacional, com cinco).

E ainda: melhor saldo de gols (37, seguido pelo Flamengo, com 24), melhor ataque (59 gols, seguido por Flamengo e Fluminense, ambos com 56), melhor defesa (22 gols sofridos, seguido pelo Internacional, com 31).

Ainda: maior série de vitórias (seis, entre a 17ª e a 22ª rodada) e maior série invicta nesta edição do Brasileiro (19 jogos, 3ª maior da história dos pontos corridos).

Até o final da competição, o Verdão irá completar 29 rodadas como líder, recorde na história do clube, e alcançará a 3ª posição na lista geral de liderança em uma mesma edição do torneio, superando o São Paulo de 2006, com 27.

Palmeiras confirma ser o maior vencedor de títulos nacionais do Brasil. Foto: Divulgação

 

Invencibilidade

Fora de casa, o Palmeiras ostenta uma série de 17 jogos de invencibilidade (dez vitórias e sete empates).

Esta já é a maior sequência invicta de um clube como visitante em uma mesma edição da competição, superando os 15 jogos de Internacional de 1972, Vasco de 1978 e São Paulo de 2006.

O time alviverde registra o melhor aproveitamento como visitante na história dos pontos corridos, implantado em 2003 (72,5%, seguido por Fluminense de 2012, com 68,4%).

Além disso, pode ser o primeiro clube a terminar o Brasileiro sem ser derrotado fora de casa desde então, além de poder alcançar o recorde de vitórias com mando adversário no atual formato, ou seja, desde 2006 (tem 10 contra 11 de Fluminense de 2012 e Flamengo de 2019).

Com somente duas derrotas até aqui, o clube também briga para ser o campeão com o menor número de revezes nos pontos corridos (os atuais recordistas são São Paulo de 2006, Palmeiras de 2018 e Flamengo de 2019, todos com quatro resultados negativos).

Por fim, ainda pode se tornar o campeão com maior número de jogos sem sofrer gols (atualmente são 18 partidas com a baliza a zero contra 22 do São Paulo de 2007).

Defesa que ninguém passa

O desempenho e a invencibilidade nos clássicos estaduais serviram de cereja no bolo da conquista: em seis duelos contra os rivais paulistas, foram cinco vitórias e um empate.

Campeão também em 1960, 1967, 1967 (Taça Brasil), 1969, 1972, 1973, 1993, 1994, 2016 e 2018, o Palmeiras se mantém como o clube com mais títulos brasileiros, condição alcançada desde 1973, quando faturou o hexacampeonato.

O Verdão dividiu a ponta com o Bahia em 1960 e com Bahia e Santos em 1961.

Depois, dividiu a liderança com o Santos de 1973 a 1992, assumiu a ponta isoladamente de 1993 a 2003, dividiu novamente com o Santos de 2004 a 2015 (ambos com oito conquistas cada) e desde 2016 segue isolado na liderança.

O Palmeiras também é o único clube a ostentar títulos brasileiros em seis diferentes décadas (anos 50, 60, 70 e 90 do século XX e décadas de 10 e 20 do século atual).

Conquistas

Considerando todos os torneios nacionais, o Maior Campeão do Brasil segue na ponta: agora são 16 conquistas (11 Campeonatos Brasileiros, quatro Copas do Brasil e uma Copa dos Campeões).

Este foi o sétimo título em um período de três anos, feito inédito na história do clube – o recorde anterior era de cinco taças em um triênio, alcançado quatro vezes: 1950 a 1951, 1972 a 1974, 1993 a 1994 e 1998 a 2000.

Desde o início de 2020, o Verdão conquistou duas Libertadores (2020 e 2021), dois Campeonatos Paulista (2020 e 2022), uma Copa do Brasil (2020), uma Recopa (2022) e um Campeonato Brasileiro (2022).

O técnico Abel Ferreira durante treinamento na Academia de Futebol. Conquista coroa dois anos de um trabalho vitorioso (Foto: Cesar Greco)

Abel Ferreira

No dia exato em que comemoram dois anos desde a chegada ao clube, Abel Ferreira e sua comissão escreveram mais uma página de um livro vitorioso no Brasil.

Com o título do Brasileirão 2022, Abel faturou o sexto troféu pelo Palmeiras e igualou Felipão, ficando atrás apenas de Ventura Cambon (7), Vanderlei Luxemburgo (8) e Oswaldo Brandão (10).

Os portugueses, que desembarcaram no Brasil no dia 2 de novembro de 2020, já haviam sido campeões da Conmebol Libertadores (2020 e 2021), da Copa do Brasil (2020), da Recopa Sul-Americana (2022) e do Campeonato Paulista (2022).

Entres os atletas, Danilo, Gabriel Menino, Zé Rafael, Raphael Veiga, Rony, Wesley e Veron entraram para o seleto grupo de jogadores que conseguiram conquistar o Paulista, o Brasileiro, a Copa do Brasil e a Libertadores pelo Palmeiras.

Eles se juntam a Weverton, Luan, Gustavo Gómez, Marcos Rocha, Mayke, Gustavo Scarpa e Dudu do atual elenco.

Completam a lista Velloso, Cleber, Vitor Hugo, Felipe Melo, Lucas Lima, Zinho e Willian.

Dudu

Tricampeão da competição pelo clube, Dudu alcançou o topo do ranking de jogadores que mais venceram pelo Verdão no torneio nacional. O camisa 7 chegou a 117 vitórias e superou o goleiro Emerson Leão, com 112.

Com seis gols nesta edição, o atacante ainda aparece em segundo na lista de atletas que mais marcaram pelo Palmeiras em brasileiros, com 49 gols, atrás apenas de Cesar Maluco, com 61, e em terceiro entre os que mais atuaram, com 209 jogos, depois de Leão, com 232, e Ademir da Guia, com 216.

Durante a campanha do hendeca, Gustavo Gómez se tornou o zagueiro com mais gols pelo clube em Brasileiros, com 15 (9 marcados nesta edição).

Contando a temporada completa, os zagueiros registraram a maior artilharia da história alviverde com 22 no total (11 de Gustavo Gómez, dez de Murilo e um de Luan), superando a antiga melhor marca de 18 bolas na rede alcançada duas vezes: em 1999 (dez gols de Júnior Baiano, cinco de Roque Jr., dois de Cléber e um de Agnaldo) e em 2006 (quatro de Daniel, três de Gamarra e Nen e dois de Dininho, Douglas, Leonardo Silva e Thiago Gomes).

Crias da Academia

As Crias da Academia também tiveram protagonismo, sendo esta a campanha com o maior número de atletas formados nas categorias de base alviverde marcando gols – seis jogadores balançaram as redes: Danilo, Wesley, Gabriel Veron, Gabriel Menino, Vanderlan e Endrick.

Neste cenário, o Brasileirão 2022 se tornou o momento ideal para estreia de Endrick.

A revelação entrou em campo aos 16 anos, dois meses e 15 dias e se tornou o atleta mais jovem a jogar pelo Palmeiras em toda a história.

Com os gols diante do Athletico-PR, ele também se tornou o palmeirense mais jovem a marcar pelo Verdão, aos 16 anos, 3 meses e 4 dias de idade – o recorde anterior pertencia a Heitor, maior artilheiro do clube até os dias atuais, que fez seu primeiro gol aos 16 anos, 11 meses e 14 dias.

Confira outras marcas do Palmeiras na competição:

– Mais vezes no G-4: 24 (11 títulos, 4 vices, 2 terceiros e 7 quartos lugares).
– Maior goleada em finais: 8 a 2 no Fortaleza em 1960
– Campeão com menos derrotas nos pontos corridos: 4 em 2018
– 3ª melhor campanha de título da história: 78% de aproveitamento em 1993
– 4ª maior sequência de rodadas na liderança dos pontos corridos: 25 em 2022 (em andamento)
– Maior série de vitórias como mandante na história: 18 entre 2018 e 2019
– Maior série de vitórias como visitante na história: 10 entre 1993 e 1994
– Maior série invicta dos pontos corridos e 3ª no geral: 33 jogos entre 2018 e 2019
– 2ª maior série invicta em uma edição de pontos corridos: 23 jogos em 2018
– Maior série invicta como visitante dos pontos corridos e 4º no geral: 19 jogos entre 2021 e 2022 (em andamento)
– Maior série invicta como visitante em uma mesma edição: 17 jogos em 2022 (em andamento)
– Maior série invicta em clássicos estaduais: 25 jogos contra o São Paulo entre 1974 e 2000

(*) Texto publicado originalmente no site da SEP

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.