108 anos de glórias

Santos FC: conquista que encerrou jejum de 22 anos sem título estadual

Clube completa 108 anos, com um presente e um passado só de glórias

14 de abril de 2020 - 11:26

João Pedro Bezerra

Da Redação

Compartilhe

O Santos FC completa 108 anos nesta terça-feira (14), por coincidência é a mesma data da tragédia do famoso navio Titanic que fazia sua primeira viagem.

Ao longo de sua história, o clube viveu momentos de glória, não é a toa que a camisa branca é conhecida no mundo todo. Até parar uma guerra, o Alvinegro Praiano conseguiu, foi em 1969 na África.

O Peixe é o único time do mundo que teve o rei (Pelé) e rainha (Marta) do Futebol, além do rei (Falcão) do futsal.

Títulos não faltam nessa linda trajetória, principalmente na década de 60 e na era Robinho e Neymar.

No entanto, tem uma conquista muito importante que tirou o Alvinegro Praiano da fila de 22 anos sem Campeonato Paulista.

A Caminhada

Em 2006, o Santos FC não tinha nenhum craque no elenco. O técnico já era conhecido Vanderlei Luxemburgo, foi contratado e tinha a confiança do até então presidente Marcelo Teixeira, o treinador já havia sido campeão pelo clube no Torneio Rio-São Paulo em 1997 e do Campeonato Brasileiro em 2004.

O maior objetivo era ter uma equipe sólida, visto que o campeonato naquela época era disputado em pontos corridos.

A caminhada do Peixe começou com um empate fora de casa contra o São Bento, aliás foi o único jogo do Alvinegro que terminou com o placar em igualdade.

Na sequência, veio a primeira vitória conta o Mogi Mirim por 2 x 0 e a equipe começou a arrancada.

Dentre as principais peças no elenco estavam o goleiro Fábio Costa, o lateral esquerdo Kléber e os meio campistas Maldonado, Cléber Santana e Léo Lima.

Diferentemente do habitual, a equipe não tinha aquele DNA ofensivo do clube, tanto que não houve nenhuma goleada na campanha.

A união e a parte tática foram determinantes para as vitórias, em alguns jogos o resultado positivo veio de partidas emocionantes que o torcedor lembra até hoje; como na vitória de virada contra o Juventus no Pacaembu por 2 x 1 e contra o Corinthians por 1 x 0, com gol decisivo de Geilson já no fim do segundo tempo.

O Título

O Santos poderia ser campeão na penúltima rodada no clássico contra o São Paulo que brigava ponto a ponto pelo título. Além de jogar em casa, o Tricolor Paulista era o até então campeão mundial, mas o Peixe não se intimidou e abriu o placar com gol de Léo Lima.

No entanto, o São Paulo conseguiu a virada e venceu o jogo por 3 x 1 adiando a festa santista.

A última rodada ganhou contornos dramáticos, para ser campeão, o Santos precisava de uma vitória contra a Portuguesa que brigava para não cair.

A Vila Belmiro estava lotada, fazendo jus ao apelido de Alçapão, a equipe comanda por Vanderlei Luxemburgo não deu sopa para o azar e resolveu o jogo e o campeonato ainda no primeiro tempo com gols de Cléber Santana e Leonardo (contra).

Com a vitória por 2 x 0 e mais de 20 mil pessoas na Vila, só restava a taça que chegou de helicóptero da sede da Federação Paulista.

Depois de 22 anos, enfim o Santos era Campeão Paulista, 16º título e o clube pegou gosto pelo campeonato, tanto que já tem 22 conquistas estaduais com impressionantes oito finais seguidas entre 2009 e 2016.

Estatísticas

  • 12/01 – São Bento 1 x 1 Santos – Gol: Luciano Henrique; Walter Ribeiro
  • 15/01 – Santos 2 x 0 Mogi Mirim – Gols: Wendel e Luíz Alberto; Vila Belmiro
  • 19/01 – Paulista 3 x 1 Santos – Gol: Fabinho; Jaime Cintra
  • 22/01 – Santos 3 x 2 Marília – Gols: Rodrigo Tabata, Jonas e Manzur; Vila Belmiro
  • 29/01 – América 2 x 3 Santos – Gols: Luíz Alberto e Jonas [2]; Benedito Teixeira
  • 02/02 – Santos 3 x 0 Santo André – Gols: Léo Lima, Jonas e Magnum; Vila Belmiro
  • 05/02 – Portuguesa Santista 2 x 1 Santos – Gol: Luíz Alberto; Anacleto Campanela
  • 08/02 – Santos 1 x 0 Noroeste – Gol: Reinaldo; Vila Belmiro
  • 12/02 – Corinthians 0 x 1 Santos – Gol: Geílson; Morumbi
  • 19/02 – Santos 1 x 0 Ponte Preta – Gol: Cléber Santana; Vila Belmiro
  • 25/02 – Santos 1 x 0 Rio Branco – Gol: Geílson; Vila Belmiro
  • 01/03 – São Caetano 2 x 3 Santos – Gols: Rodrigo Tabata, Fabinho e Léo Lima; Anacleto Campanela
  • 05/03 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Gols: Léo Lima; Vila Belmiro
  • 12/03 – Guarani 2 x 1 Santos – Gol: Reinaldo; Brinco de Ouro da Princesa
  • 19/03 – Santos 2 x 0 Ituano – Gols: Luíz Alberto e Léo Lima; Vila Belmiro
  • 25/03 – Juventus 1 x 2 Santos – Gols: Cléber Santana e Reinaldo; Pacaembu
  • 29/03 – Santos 3 x 1 Bragantino – Gols: Manzur e Magnum [2]; Vila Belmiro
  • 02/04 – São Paulo 3 x 1 Santos – Gol: Léo Lima; Morumbi
  • 09/04 – Santos 2 x 0 Portuguesa – Gols: Cléber Santana e Leonardo (c); Vila Belmiro

Fonte: Acervo Histórico do Santos

Campanha: 19 Jogos; 14 Vitórias; 1 Empate; 4 Derrotas; 33 GP; 19 GC; 14 SG