Santos quer antecipar término de contrato de Robinho | Boqnews
Foto: Ricardo Saibun/Santos FC

Esportes

15 DE JANEIRO DE 2021

Santos quer antecipar término de contrato de Robinho

Com vínculo até fevereiro, atacante foi condenado por violência sexual

Por: Lincoln Chaves
Agencia Publica

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

No cargo desde o início do ano, o presidente do Santos, Andres Rueda, afirmou nesta sexta-feira (15), que o clube encerrará o contrato, atualmente suspenso, com o atacante Robinho. O jogador de 36 anos foi condenado pela justiça italiana, em primeira e segunda instância, por um crime de violência sexual ocorrido em janeiro de 2013.

“O contrato vence agora, em [28 de] fevereiro. Conversamos com ele, que sabe da nossa intenção de romper ou terminar essa relação profissional com o Santos. Isso está com nosso departamento jurídico para, nos próximos dias, chamar a advogada dele e encerrar essa questão”, declarou Rueda.

Robinho foi contratado em outubro, na gestão do então presidente Orlando Rollo (substituto de José Carlos Peres, que sofreu impeachment), para iniciar o que seria a quarta passagem pelo Santos; onde foi bicampeão brasileiro (2002 e 2004) e paulista (2010 e 2015) e campeão da Copa do Brasil (2010).

Na ocasião, o atacante estava condenado em primeira instância na Itália. Depois do protesto de torcedores nas redes sociais e de patrocinadores ameaçarem romper a ligação com o clube, Peixe e atleta decidiram suspender o vínculo.

O atacante teve a condenação em segunda instância definida em dezembro. A defesa informou que entrará com recurso na Corte de Cassação italiana, que é equivalente ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) no Brasil. Ele é acusado de abusar sexualmente, junto de outros homens, uma mulher de origem albanesa, em uma casa noturna de Milão. Robinho defendia o Milan (Itália) na época.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.