Técnicos portugueses dominam o futebol sul-americano nos últimos anos | Boqnews
Foto: Divulgação

Esportes

03 DE DEZEMBRO DE 2021

Técnicos portugueses dominam o futebol sul-americano nos últimos anos

Jorge Jesus e Abel Ferreira conquistaram a Copa Libertadores

Por: João Pedro Bezerra

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

As últimas edições da Copa Libertadores têm tido o domínio dos técnicos portugueses. Afinal, desde 2019, a América do Sul é portuguesa, com certeza.

O primeiro a conquistar a glória eterna foi o técnico Jorge Jesus, que assumiu o comando do Flamengo nas oitavas de final.

O Rubro-Negro até tomou um susto na partida de ida diante do Emelec, mas conseguiu a virada no Maracanã, garantindo a classificação nos pênaltis.

Uma das marcas de Jorge Jesus foi o futebol bonito e a marca ofensiva do time que tinha como principais jogadores Gérson, Éverton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol A atuação de gala na goleada contra o Grêmio pelo placar de 5 x 0 na partida de volta da semifinal coroou o trabalho de Jorge Jesus.

Todavia, faltava o título e a conquista veio de forma emocionante, em uma virada histórica nos minutos finais com dois gols de Gabigol diante do River Plate, em Lima.

Se em 2019, Jorge Jesus chegou para entrar na história do Flamengo, em 2020 foi a vez de Abel Ferreira no Palmeiras.

Ele também entrou ao longo da competição e foi peça chave para a conquista, principalmente na semifinal contra o River Plate, quando o Alviverde venceu a equipe de Buenos Aires por 3 x 0 fora de casa e na final diante do rival Santos.

Abel Ferreira surpreendeu ao colocar Breno Lopes no segundo tempo. O atacante desconhecido por muitos até então marcou o gol do título nos acréscimos.

Nesta edição, Abel Ferreira novamente se destacou com um sistema de defesa sólido e com jogadores ofensivos em grande fase, como Raphael Veiga e Rony.

Dessa forma, o técnico português novamente levou o Palmeiras ao título e assim como na edição anterior surpreendeu os adversários nas fases eliminatórias.

Na decisão contra o Flamengo em Montevidéu, ele teve um papel fundamental para montar o esquema tático que anulou as jogadas do Rubro-Negro.

Além disso, Abel colocou Deyverson que saiu do banco para marcar o gol do tri campeonato do Palmeiras.

Com dois títulos seguidos de Copa Libertadores, Abel Ferreira já está recebendo sondagens do exterior e pode deixar o Alviverde no próximo ano.

O segredo do sucesso

Com três títulos seguidos da Libertadores, muitos perguntam: quais os segredos dos técnicos portugueses? Ex-editor de Esportes de A Tribuna e colaborador do Boqnews, o jornalista Gérson Moreira Lima, que hoje reside em Portugal, cita como pilares a parte tática e o profissionalismo dos treinadores portugueses.

“Os técnicos portugueses são muitos respeitados por conta da estratégia tática, que eles implementam nos times desde a categoria de base. De uma forma geral, eles cobram muito o posicionamento tático. Não só os treinadores, mas também os comentaristas esportivos”, ressaltou Gérson.

Em relação ao profissionalismo, o jornalista destacou que os treinadores portugueses trabalham naquilo que acreditam e não fazem média com dirigentes ou torcedores, além de terem um grande conhecimento sobre o perfil dos atletas brasileiros.

“O cidadão português é extremamente sério no trabalho. Esse já é um motivo que pode gerar o sucesso de uma pessoa de Portugal no Brasil e no mundo”, salientou.

Vale destacar que os treinadores portugueses também estão na principal liga do mundo, a Premier League (Inglaterra), Bruno Lage dirige o Wolverhampton e Nuno Espírito Santo era treinador do Tottenham até novembro.

Por falar na Europa, o português com mais destaque foi José Mourinho, campeão da UEFA Champions League pelo Porto em 2004, e pela Inter de Milão em 2010.

Por fim, Moreira Lima frisou a facilidade do idioma dos portugueses no Brasil e a questão da qualidade do elenco de Flamengo e Palmeiras. Algo diferente, por exemplo do time do Santos em 2020 que tinha ótimos jogadores, mas sem peças de reposição à altura.

Como resultado, o técnico Jesualdo Ferreira não aguentou a eliminação do Campeonato Paulista e foi demitido.

Outro português demitido foi Antônio Oliveira, do Atlhetico/PR. Apesar da saída em setembro, ele deixou uma base sólida para o Furacão conquistar a Copa Sul-Americana e chegar à final da Copa do Brasil.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.